BUSINESS INTELLIGENCE: IMPORTÂNCIA PARA CAMPANHAS DE MARKETING DIGITAL

seo-strategies1

Imagine a seguinte situação: sua empresa é mais uma entre muitos competidores de um rally de longa duração, o combustível de seu carro é o orçamento de sua campanha, as inúmeras estradas a serem percorridas são o mercado em que o seu negócio está inserido. Você possui instrumentos de navegação, medidores de velocidade, de combustível, dentre outros, mas o que aconteceria se não existisse a figura do copiloto para interpretar todos esses dados e te indicar os melhores caminhos de acordo com os objetivos traçados em sua campanha? É aí que entra em cena o Business Intelligence, BI ou em português, Inteligência de Negócio.

Como o próprio nome já diz, é a área da sua empresa que trará inteligência para o negócio. Portanto, não basta elaborar uma pilha de relatórios com infinitos dados de visitas, vendas e fontes de tráfego se eles não forem analisados a partir de objetivos e métricas claros, com o intuito de gerar insights ágeis e capazes de maximizar os resultados da empresa.

seo2

O primeiro passo para a análise de sua campanha é a obtenção dos dados necessário, o que no Meio Digital é conhecido como Web Analytics. Através de ferramentas como o Google Analytics, Adobe SiteCatalyst, dentre outras existentes no mercado, pagas ou gratuitas, é possível extrair dados do fluxo de entrada e saída de um site, o comportamento dos visitantes, as fontes de tráfego, conversões e muitas outras informações.

Como todo negócio, é importante definir objetivos de curto, médio e longo prazo e, só a partir de uma análise contínua de cada ação realizada é possível produzir inteligência para a tomada de novas decisões, da manutenção da estratégia inicial e/ou de possíveis mudanças que possam ser necessárias ao longo do caminho. Para isso, há uma infinidade de indicadores que serão utilizados de acordo com seus objetivos, são os chamados KPIs.

Os KPIs (Key Performance Indicators) ou indicadores-chave de desempenho, em tradução para o português, são os componentes do termômetro que irão medir o sucesso ou fracasso de suas decisões. De acordo com os objetivos de sua campanha, existem diferentes KPIs que podem ser utilizados. Em um e-commerce, por exemplo, o mais tradicionalmente utilizado é o ROI (Return on Investment), que mede o retorno do investimento que um negócio obteve em função da receita. Ele pode ser dividido pelas diferentes mídias, para uma análise mais profunda de quais delas devem ter um acréscimo no investimento ou um recuo. Mas não para por aí, novos indicadores podem e devem ser utilizados e criados de acordo com as necessidades e oportunidades de cada negócio.

seo

O futuro do BI, que já vem sendo desenvolvido em algumas empresas mundo afora, é o BI 2.0. Nele os dados são atualizados e geram insights em tempo real. É necessário investir em uma estrutura de obtenção e armazenamento de dados e cálculo automático dos indicadores, de uma forma que a visualização seja fácil e rápida, por meio de gráficos intuitivos, por exemplo. Os investimentos em campanhas online crescem exponencialmente no mundo da publicidade, cada vez mais há inteligência e critério na hora do planejamento e a análise dos resultados torna-se extremamente necessária. Nesse contexto, realizar o trabalho de BI já deixou de ser um diferencial e tornou-se um requisito básico para obter uma boa campanha de Marketing Digital.

Você que está na web, divulgando sua empresa ou pretende iniciar usando a web, atente para estas informações e elas o levarão longe. Uma boa dica para este tipo de serviço é bom fazer com excelentes profissionais na área e você pode encontra na Corvos Webdesign

TRANSFORME SEU PRODUTO EM UMA EXPERIÊNCIA “UAU!”

Confira um passo a passo detalhado para você encantar seus clientes:
Foque na experiência do cliente para encantá-lo e fidelizá-lo
Sabe aquele momento que você consegue realizar uma tarefa em menos tempo do que esperava? Sabe aquele sentimento de querer compartilhar com seus amigos uma ferramenta incrível que você acabou de conhecer? Minutos antes disso, você passou por uma experiência que te deixou em um estado de imersão – concentração plena – seguido de uma euforia, o famoso “uau“.
O mercado de software como um serviço (ou Saas) está repleto de ideias focadas em resolver os problemas das pessoas. Porém, poucas conseguem de fato encantar, fidelizar seus clientes e fazer parte da rotina de seus usuários. Não precisar de instalação, ter preço acessível, ser fácil de usar.
Entregar uma experiência “uau!” vai muito além disso! O ecossistema de serviços ao redor do produto, a entrega de valor nos primeiros minutos de uso, a solução da causa raiz dos problemas com o mínimo de interface possível e a relação do cliente com a marca são algumas das facetas desse desafio.
Mas o que de fato acontece nas empresas que não conseguem chegar a esse nível de entrega?

Aqui vão algumas hipóteses:

Designer centered design:
Focado em sanar dores que o designer imagina que os usuários passam, sem efetuar qualquer tipo de estudo focado no usuário.
Product Manager centered product:
Focado somente nos interesses da empresa ou no próprio interesse, o Product Manager quer mostrar resultados pessoais em prol do seu plano de carreira.
Developer centered development: Focado em soluções tecnológicas que resolvem problemas inexistentes com uma curva de aprendizagem complexa para não developers.
Investor centered investment:
Focado nas prospecção de clientes e faturamento o mais rápido possível, fazendo com que a empresa concentre-se somente em convencer clientes a usarem o produto em vez de entregar um valor interessante aos clientes por si só. Crescer e quando chegar lá, crescer mais.
One user centered product:
Focado na dor de uma parcela específica de usuários que não representam a totalidade dos clientes e possuem demandas pontuais que aumentam a complexidade do produto. Também conhecido como “roadmap no grito”, onde o cliente que grita mais vira prioridade.
MVPs centered product:
Focado em diversos experimentos incompletos e com mudanças constantes de foco que impedem a entrega de um Minimum LOVABLE Product (Mínimo Produto Amável). Tenha muito cuidado ao definir o Minimum VIABLE Product (Mínimo Produto Viável) de cada sprint – sugiro que leia muito sobre isso.
Produtos Frankenstein:
Sistema com muitas funcionalidades que não se conectam, normalmente acompanhado de um legado quase irreversível.

3 passos para mudar a direção das coisas:

1. Pensamento sistêmico:
Todo problema possui diversos pontos de vista.
Todos os pontos apresentados acima devem ser complementares para que se tenha uma visão multidimensional do problema. Cada área da empresa normalmente consegue colaborar com um ponto de vista diferente sob o problema.
Algumas pessoas conseguem conectar estes diversos pontos de vista e criar soluções sistêmicas que equilibram os diferentes interesses – dos usuários, dos investidores, dos stakeholders.
Estimule e facilite dinâmicas que trazem pontos de vista diferentes e complementares para alcançar soluções mais maduras. O mais importante aqui é ouvir e não provar quem está certo.
2. Times heterogêneos com autonomia:
Crie times multidisciplinares capazes de resolver problemas de ponta a ponta. Uma meta comum entre profissionais diversificados promove sinergia entre áreas e colaboração.
A proximidade aumenta muito quando o time tem um designer, um frontend, um backend, um analista de marketing, um product manager.
3. Guildas:
Conectar pessoas com job descriptions semelhantes possibilita o compartilhamento de boas práticas e melhoria de processos. As guildas ajudam a pensar constantemente em como fazer mais com menos e automatizar tarefas. Propósitos internos a um grupo de “semelhantes” produzem projetos entre departamentos/times e promovem mudanças positivas.
Como começar com o pé direito:
Enquanto sua empresa não existir de fato, faça a maior quantidade de testes possível. Entenda profundamente a dor que pretende resolver e somente depois crie uma estrutura quando provar que investindo $1 retorna $3 de lucro. Sugiro participar de eventos como Startup Weekend e cursos como Empretec para aprender isso na pele.
Foque-se em um único problema:
Cada funcionalidade cria uma análise combinatória de problemas, desfocar sua equipe exige mais investimento e manutenção.
Conheça seus bons e maus hábitos: não importa qual seja, ambos serão replicados pelo seu time de liderados e formarão a cultura organizacional da sua empresa.
Defina um propósito claro:
Isso irá te ajudar a priorizar iniciativas, motivar seu time e fazer você continuar quando tudo parecer insolúvel.
Contrate “A players”:
Independentemente de senioridade ou função, encontrar e contratar pessoas capazes de promover mudanças e trazer resultado de forma autônoma é um grande desafio que você precisa superar. Você não poderá cuidar de tudo sempre.
Como eu posso lidar com problemas de usabilidade:
Identifique perfil de usuários: suje as botas de lama e vá conhecer seus clientes e seus usuários. Quem são os tomadores de decisão? Quem são os evangelistas do seu produto? Quem são as pessoas que usam seu produto constantemente? Descobriu isso! Quais são os comportamentos comuns entre esses stakeholders? Qual é a dor deles que você pretende resolver? Qual é a dor que eles esperam que você resolva?
Sessão de cinema:
Assista a vídeos de pessoas utilizando seu produto pela primeira vez e faça uma sessão de cinema e pipoca com seu time. Entregue um bloco de post-its e uma caneta para cada. Peça que todos anotem as dores que observaram nos usuários e depois faça um painel agrupando post-its por semelhança.
Limpe funcionalidades:
Imprima todas as telas do seu produto, espalhe-as em um painel e dê uma caneta vermelha para da pessoa que estiver na sala. Risque as funcionalidades que são utilizadas por 1% dos seus usuários e que não trazem receita. O que sobrou? Qual é o core do seu produto?
Mobile First, First:
Faça o exercício de recriar seu produto em um aplicativo para celular. O que precisa estar na primeira tela? Qual é a sequência ideal para a 1ª experiência? Que funcionalidades precisam estar no bolso do seu usuário o dia inteiro? Leia mais neste artigo que vai mais além neste assunto.
Valide com usuários:
Parta do princípio de que tudo é hipótese. Falar com usuários minimiza o risco de lançar algo que ninguém irá pagar para usar. Quanto melhor você fizer a validação com clientes, iterar a solução focando-se em simplificar para seu usuário e analisar métricas (quantitativas + qualitativas) maiores as suas chances de acertar. Faça isso antes mesmo da primeira linha de código!
Trabalhe para trabalhar menos: trabalhe com componentes validados com usuários, isso cria consistência no seu produto e faz seu time ganhar velocidade a cada sprint.
Efeito “uau!” é a consequência de um trabalho muito intensamente focado no ser humano. Produtos Saas estão revolucionando a vida moderna e acredito que isso pode ser bom ou ruim, dependendo da maneira que fizermos isso acontecer.
Fonte: PEGN -G1 / Endevor.

Saiba a diferença entre site responsivo, site mobile (web app) e aplicativo para celular (app)

Empresários e empreendedores que desejam utilizar novas tecnologias, melhorar a comunicação de sua empresa e a usabilidade do seu site acabam se deparando com um dos dilemas mais profundos da tecnologia atual.

Site responsivo, site mobile ou aplicativo nativo?

O que de fato ajudará a sua empresa e qual solução é a mais adaptada para o seu nicho?
A realidade, é que as três opções diferem entre si e é impossível estabelecer uma comparação. Alguns “especialistas” travam debates utópicos dizendo que um site responsivo é melhor do que um app e por aí vai…
Senhoras e senhores, que fique claro que essas tecnologias não competem entre si, cada uma atende a uma necessidade diferente e de acordo com o que você precisa. Leia atentamente este artigo e irá encontrar a solução ideal para a sua empresa.

O que é um site responsivo?

É um site adaptado para responder melhor a uma interface mobile seja um tablet ou smartphone, desenvolvidos ao redor das tecnologias da internet. Sendo assim, só podem ser executados por um navegador em seu smartphone e são difíceis de ser otimizados. Como o navegador web já é um aplicativo nativo é impossível que um site responsivo seja tão eficiente quanto um aplicativo nativo.
Muitos empresários acham que só pelo fato do site rodar no celular ele é responsivo, todo site funciona em um tablet ou smartphone, porém se o mesmo não é responsivo a disposição das páginas, menus e outras funcionalidades podem ficar bem confusos, proporcionando inclusive desistência por parte dos usuários.
teste site responsivo

Site mobile ou web app

Um site mobile, conhecido também como web app, utilizam tecnologias semelhantes mas não são a mesma coisa. Algumas empresas com volumes massivos de acessos e alguns e-commerce também utilizam essa tecnologia, como UOL, Walmart, Americanas e Submarino. Basicamente é a mesma tecnologia de um site responsivo, porém quando você acessa o site de um dispositivo móvel seu aparelho irá carregar automaticamente a versão mobile.

Quando utilizar site responsivo ou web app?

Se você possui um site de uma empresa ou marca e até mesmo um e-commerce e que não procure uma interação muito forte com os usuários, um site responsivo ou um site mobile pode ser a solução. Afinal com apenas um único código é necessário para todas as plataformas, é compatível com todos os navegadores e possui um custo mais acessível.
Porém, não permite nenhum tipo de interação, estratégias mobile, não funcionam em modo off-line e não possui acesso aos aplicativos nativos (câmera, GPS, etc)

Aplicativo nativo (app para tablet ou smartphone)

Um aplicativo nativo, ou melhor, um app, é um aplicativo desenvolvido de acordo com a linguagem de programação de origem, ou oficial da plataforma.
Por exemplo, para um app iOS e Mac OS X é a linguagem Objective-C (agora com a nova linguagem Swift desde alguns meses)e em Android é a linguagem Java.
Quando falamos de aplicativo nativo queremos dizer que o aparelho e o sistema operacional  (iOS ou Android) sabem compreender diretamente o aplicativo e tudo isso acontece de maneira otimizada.

App oferece mais recursos e performances aos usuários

Sendo assim, um app pode explorar todos os recursos nativos do seu dispositivo. Um aplicativo mobile (app) pode atingir uma performance muito superior, consultas mesmo estando off-line entre outras vantagens e demandas que só um aplicativo pode proporcionar.
Os apps oferecem uma amplitude de estratégias graças a tecnologias extremamente avançadas como iBeacon e NFC, vejam algumas vantagens e por que utilizar um app para o seu site.

Por que utilizar um aplicativo nativo (App)

  • Acessibilidade do aplicativo mesmo sem conexão à internet;
  • Melhor experiência do usuário – o app é mais rápido e mais integrado ao sistema então funciona mais facilmente e com mais eficiência;
  • Melhor posicionamento de sua empresa por causa dos upload nas plataformas como o App Store ou o Play Store.
  • Tecnologias avançadas de geolocalização sem utilizar a internet como NFC e iBeacon, que permitem impactar seus clientes com uma proximidade incrível
  • Estratégias mobile como m-cupom, notificações via push etc.
  • Enfim, se você busca interações reais e ações impactantes com seus usuários, desenvolver um aplicativo pode ser a solução. Porém vale observar alguns detalhes como custo mais elevado e versões para cada sistema operacional, como Android e iOS.
  • Usuários de smartphone no Brasil
Segundo o eMarketer estima-se que no Brasil existam 278 milhões de conexões mobile, ou seja, 137% da população, além disso o mercado voltado ao m-commerce (comércio eletrônico via mobile) já é uma realidade para 67% dos brasileiros em 2014.
E aí, qual a melhor opção para o seu negócio? Ainda tem dúvidas? Entre em contato conosco através do telefone (92) 99403-4940 (what’s app) ou solicite uma avaliação gratuita do seu site atual clicando aqui.

A importância do design responsivo para o seu site

A-importância-do-design-responsivo-para-sites

O conceito de design responsivo não é uma grande novidade, mas tem chamado bastante atenção nos últimos tempos com o crescimento do mercado de dispositivos móveis, principalmente por conta dos tablets e celulares de tamanhos e resoluções cada vez mais variadas. Entenda a importância do design responsivo para o seu site.

design-responsivo

O design responsivo, como o próprio nome já indica, consegue responder ao tamanho da tela para se adequar da melhor forma. Ao invés de criar dois sites separados, um para mobile e um para desktops, como era muito comum hoje, você faz apenas um site que vai se adaptar muito bem a qualquer tela em que ele for carregado.

Com o aumento da venda de smartphones e tablets, a internet precisa se atualizar a cada dia mais para acompanhar os desejos e as necessidades dos usuários que buscam a comodidade e a facilidade dos mobiles para ficarem online durante o dia.

Há poucos anos atrás, quando os smartphones começaram a surgir, os profissionais pensaram em várias formas de manter o seu website acessível nos celulares através de aplicativos para leitura das informações do site e até mesmo faziam os websites exclusivamente para este formato.

Atualmente, um website responsivo é cada vez mais comum, até mesmo em E-commerce.

Muitos especialistas afirmam que a internet está cada vez mais dinâmica e portátil, como o exemplo que temos hoje do Windowns 8, que foi totalmente desenvolvido para esse formato.

Por isso, pense no número de clientes que podem chegar até o seu site através de dispositivos mobiles para uma consulta ou até mesmo para uma navegação mais demorada e essa experiência precisa ser tão agradável e funcional quanto ela é no desktop ou notebook.

Para que o seu website tenha um design responsivo é necessário possuir 4 itens importantes:

Media Queries:

O primeiro passo é pensar na programação do website, aqueles códigos que estão por trás de toda a aparência dele. Neste item, é realizada a parte de desenvolvimento das resoluções da tela e de todas as informações do site.

Layout Fluído:

Só o desenvolvimento da media queries não basta para que o seu website seja responsivo. A criação de um layout certo é essencial para trabalhar os pixels das medidas do seu website. É neste item que visualizamos como os seus usuários vão navegar no seu website sem problemas. (Quer experimentar na prática? Visualize o ativa9 no seu celular ou tablet).

Imagens Flexíveis:

Um layout verdadeiramente fluído precisa ter imagens que se adaptem a todo o tipo de resolução de tela, por isso a escolha das imagens é feita pela quantidade de pixels que se tornam mais fáceis de flexibilizar.

Conteúdo:

Não é certo resumir o conteúdo do seu website para que ele seja adaptável ao mobile, o certo é ter uma comunicação web com tudo o que você precisa falar com os seus clientes e usuários.

Quero fazer o meu site responsivo. Por onde é melhor começar?

Depois que você descobre a existência do design responsivo, geralmente fica empolgado querendo aplicar isto a seu site também. Mas como começar?

A verdade é que você provavelmente precisará reconstruir boa parte do seu site. Mas para ter um pouco menos de trabalho, recomendo que procure utilizar frameworks que já trabalhem com o design responsivo. Frameworks são estruturas de código já prontas que trazem consigo diversas linhas em CSS, JavaScript e HTML já escritas, facilitando bastante o trabalho do desenvolvedor do site. Conte com a Corvos Webdesign para desenvolver seu site responsivo.

Todos os nossos clientes possuem site com esse formato. Por ser uma agência online, a Corvos Webdesign está totalmente antenada e à frente de todas as novidades da internet.

Informações: ativa9 | Converte

5 Grandes Desafios que as Pequenas Empresas Enfrentam (E as Soluções!)

5-biggest-challenges-image1 copy

Pergunte a qualquer um que seja proprietário de uma pequena empresa e vai te responder: dirigir uma pequena empresa é tudo menos fácil em termos do trabalho que dá. É preciso muita dedicação e trabalho duro para conseguir que a empresa decole, mas não há nada mais gratificante do que criar um negócio próprio lucrativo. Agora, para ir de “pequeno negócio” para “grande empresa” você vai precisar passar por algumas “dores de crescimento”. Se você já é proprietário de um pequeno negócio ou tem planos de ser em breve, precisa se preparar para alguns dos possíveis obstáculos que vai encontrar pela frente.

A seguir, alguns dos maiores desafios com os quais você irá se deparar e como conseguir vencê-los:

challenges2

Presença Online Insignificante ou Quase Nula

Não há como negar: as pessoas procuram praticamente tudo na web. Se seu empreendimento não tem uma presença profissional no mundo virtual, você já está um passo atrás. Felizmente, trazer sua empresa para o mundo virtual não é mais aquela tarefa cara e complicada que já foi um dia. A seguir está disponível um checklist dos elementos essenciais para você ter uma presença virtual de sucesso.

As soluções:

> Providencie um site profissional. Com a Corvos Webdesign é fácil criar seu próprio site. Você pode criar um site deslumbrante usando ferramentas e agregando soluções inteligentes sem esquecer de Certificarem de otimizar seu site para uso em dispositivos mobile e melhorar seu SEO. Assim as pessoas sempre vão conseguir encontrar sua empresa, não importa o dispositivo que estiverem usando.

> Defina quais redes sociais seu público alvo frequenta e crie uma conta profissional nessas redes. É fundamental criar e manter uma presença social para ajudar a direcionar o tráfego para seu site e assim fazer crescer seu negócio.

> Com a ajuda do Corvos Webdesign, você pode ter a ferramenta mais fácil que já existiu para criar newsletter, você pode dominar a estratégia de marketing via e-mail. É uma maneira excelente de manter seus contatos e clientes atualizados e comprometidos com sua marca.

challenges2

Falta de Conhecimento de Marketing

Quando você começa seu negócio, não tem um manual explicando todos os prós e contras do marketing. Apesar de haver um número muito grande de recursos para ajudar as pequenas empresas a dominar estas técnicas, com sua agenda já lotada com tudo o que precisa fazer para administrar sua empresa, é difícil encontrar tempo para filtrar todos estes recursos. Apesar de você já fazer um monte de coisas ao mesmo tempo, o seu marketing deve ser uma prioridade. Espalhar as novidades sobre o seu negócio é essencial para o seu sucesso, por isso não economize no tempo justamente neste ponto.

As soluções:

> Assinar um blog confiável onde você vai encontrar informações detalhadas e dicas sobre tudo a que se refere o marketing para pequenas empresas. O Blog da Corvos  deveria ser o primeiro de sua lista para assinar, mas não pare por aí. Procure a fundo para encontrar blogs específicos e recursos online que atendam seu nicho de mercado.

> Uma vez feita a pesquisa, coloque em ação todo esse novo conhecimento. Crie um planejamento de marketing que inclua seu público alvo, seus objetivos, a concorrência conhecida e plataformas iniciais de publicidade.

> Contrate uma empresa de marketing para lidar com seu fluxo de trabalho. Se você realmente não tem tempo para cuidar do marketing da sua empresa, vale a pena o investimento para ter a certeza de que alguém está fazendo isso por você. Pesquise e encontre uma agência que possa encaixar em seu orçamento, que conheça sua marca e esteja motivada para ajudá-lo a alcançar seus objetivos.

Tentar Fazer Tudo Sozinho

Esta é uma armadilha comum onde muitos novatos acabam caindo. Você até pode conseguir manter um ritmo de trabalho insano durante um tempo, mas eventualmente você não vai aguentar o tranco e seu negócio vai começar a se ressentir. É difícil entregar as rédeas para outra pessoa ou confiar tarefas importantes a um recém contratado, mas à medida que seu negócio for crescendo isto será necessário. O dinheiro que você irá gastar pagando um salário, certamente vai ser mais ou menos equivalente ao que você iria perder fazendo tudo sozinho.

As soluções:

> Embora às vezes você possa achar que sabe melhor (e por vezes você tem razão) não deixe de ouvir um conselho. Aprender com os outros e com seus erros é uma maneira excelente para compensar qualquer falta de experiência. E lembre-se, só porque alguém te dá um conselho não quer dizer que você precisa usá-lo.

> Monte uma equipe dos sonhos. Se você está desesperado para contratar uma equipe, provavelmente você já começou sua busca tarde. As pessoas que você contrata para trabalharem com você podem fazer toda a diferença para que seu negócio cresça, por isso certifique-se de trazer pessoas de talento que possam se adequar ao seu ambiente de trabalho.

5-challenges3

Conseguir (e Manter) Novos Clientes

Conseguir novos clientes obviamente é bom para qualquer empresa, mas o que realmente faz o negócio deslanchar é ter aqueles clientes que retornam. Na verdade, um cliente que retorna é provável que gaste 67% mais do que um cliente que compra pela primeira vez. Então, como é que se faz para isso acontecer?

As soluções:

> Seus produtos e serviços devem ter preços competitivos. Pesquisando seu mercado você vai ter uma ideia de quanto você deve cobrar. Use esta informação para cobrar um preço competitivo pelos seus produtos e serviços e assim consiga vantagens atraentes.

> Em seguida preste um serviço excepcional. Mesmo que você tenha uma linha de produtos excelente nada supera um serviço de primeira linha prestado com um sorriso no rosto. Profissionalismo com calor humano e confiança vão longe e devem ser trabalhados como valores pertinentes à sua marca. E obviamente as 10 coisas que os clientes mais detestam escutar devem ficar longe do seu vocabulário.

> Faça um seguimento de pós-venda com seus clientes e dê incentivos, como descontos especiais ou até uma filiação para encorajá-los a voltar sempre.

Equilibrando Crescimento e Qualidade

Parabéns! Seu negócio é um sucesso e está crescendo diariamente. Agora é importante determinar os parâmetros que vão te ajudar a dimensionar como atender à demanda mantendo um alto nível de qualidade.

As soluções:

> Desenvolva na sua empresa a cultura de valorização da qualidade, exatamente como você faz pessoalmente. Priorizar esta valorização ao montar e treinar sua equipe vai fazer sua empresa crescer como uma marca unida em torno deste princípio e da qual você pode se orgulhar.

> Faça o possível para não querer controlar tudo. Se você tem uma equipe competente e confiável, você deve poder delegar tarefas e projetos para a equipe, mesmo que continue mantendo um olhar atento em tudo. Assim você vai poder manter o foco nas suas tarefas importantes, como aumentar a linha de produtos ou expandir para novos mercados.

> Seja líder de um time onde todos brilham. Sua equipe vai produzir um excelente trabalho se você ajudar a facilitar ao máximo as tarefas de todos. Isso não quer dizer que você deve encorajar um horário de almoço de três horas, mas você deve criar um fluxo de trabalho que permita aos seus empregados produzirem da melhor forma possível sem estarem atolados com tarefas desnecessárias.

E então, gostou dessa super matéria? Legal não é! Então assine nosso feedback, siga-nos e acompanhe as próximas matérias, dicas, e muito mais aqui no Blog da Corvos. Aproveite também para conhecer o site da Corvos Webdesign, basta dar um click aqui!

A PSICOLOGIA DAS CORES NO MARKETING

Você sabe qual é a importância das cores da sua logo no marketing da sua empresa e no dia-a-dia? Não!! Então entenda abaixo a Psicologia das Cores.

cores

A Psicologia das Cores é muito importante no Marketing e no dia-a-dia por ser fundamental para entendermos o significado das cores e como podemos usar uma determinada cor para nosso benefício.

Cores são poderosas e influenciam diretamente produtores e consumidores. Estudos apontam que:

  • 84,7% dos consumidores acreditam que as cores de um produto são muito mais importantes do que outros fatores;
  • 93% das pessoas avaliam as cores de um produto na hora de comprar;
  • Mais da metade dos consumidores desistem de comprar um produto porque ele não tem sua cor favorita.

Pensando na importância do assunto, o Viver de Blog produziu um rico infográfico com absolutamente tudo sobre a Psicologia das Cores, o Significado e a Simbologia das Cores.

Veja na imagem abaixo infográfico:

Infográfico Psicologia das Cores
Gostou do que aprendeu? Que tal aplicar essas regras ao sua empresa agora? Solicite de profissionais como os da Corvos Webdesign uma WebConsulting e comece a aplicar e tenha muito sucesso!

Outras fontes: Viver de Blog

6 motivos para sua empresa ter um site responsivo

o-que-e-um-site-responsivo

Você sabe o que é um site responsivo? Não!!É também conhecido por alguns como site flexível, esse tipo de site é o que automaticamente se encaixa no dispositivo do usuário, seja ele um computador, um celular, um tablet, uma televisão, entre outros.

sites-responsivos

A principal vantagem do site responsivo é que as imagens, fotos e textos se encaixam de acordo com o tamanho da tela, sem que o usuário necessite usar recursos de zoom para visualizar uma página completa, por exemplo. Ter um site responsivo é muito importante para sua empresa e, pensando nisso, listamos cinco motivos para que você possa entender melhor o porquê dessa necessidade. Confira!

Teste se seu site é responsivo

1 – Sites responsivos alcançam melhores posições no Google

Desde abril de 2015, o Google tem levado em consideração a responsividade dos sites para criar seu rankeamento de páginas. Isso quer dizer que um site responsivo aparece mais bem posicionado do que os não-responsivos, quando as pessoas realizam buscas no Google.

2– O número de acessos de internet por dispositivos mobile é crescente

Cada vez mais as pessoas estão acessando a internet pelo celular. Em uma pesquisa realizada em 2014, constatou-se que o Brasil possui mais de 276 milhões usuários de acesso mobile. Já imaginou se essas pessoas tentarem acessar seu site e não tiverem uma boa experiência de visualização? Certamente eles não voltarão a acessá-lo em outras oportunidades e acabarão fechando negócio com seus concorrentes.

3 – Sites responsivos aparecem nas buscas mobile

O Google já informou que, em breve, sites que não são resposnivos ou não possuem uma versão mobile não serão mais ser listados em buscas feitas em celulares e smarthphones. Muitos sites, hoje, recebem mais acessos via celulares e smarthphones do que por desktops, levando em conta esse fato e os dados apresentados no item 2 desse artigo, você já tem uma ideia de quanta visibilidade sua empresa pode perder.

Design-responsivo

4 – Os sites responsivos carregam mais rápido

Pelo fato de todo o layout e programação de um site responsivo já serem desenvolvidos pensando nas plataformas mobiles, as páginas carregam de forma mais rápida ao serem acessadas a partir de tablets ou smartphones. Geralmente as pessoas não esperam mais que cinco segundos para que uma página carregue, logo, se o seu site for muito lento, deixará de ter uma quantidade significativa de acessos.

5 – Seu site se adaptará a dispositivos futuros

O mercado de tecnologia está em constante mudança, certo? Quase que diariamente são lançados novos modelos de celulares, tablets, relógios, notebooks e outros dispositivos para acesso à internet. Com um site responsivo, o layout continuará bonito mesmo nesses novos lançamentos, pois o design é programado para se adequar a tela, independente se o tamanho já é existente ou não.

6 – Esteja a frente de sua concorrência

Se o seu concorrente ainda não possui um site responsivo, é mais um motivo para que você tenha. Pense que ao fazer uma comparação de preços de produtos, por exemplo, as pessoas terão em seu site uma experiência mais agradável do que no da concorrência e esse fator pode fazer com que elas decidam onde comprar. Com um site responsivo, certamente suas vendas irão aumentar.

design-responsivo

E então, sua empresa já possui um site responsivo? Quer saber como desenvolver um site responsivo? Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato com a Corvos Webdesign e solicite um orçamento! Você certamente não irá se arrepender. Atualize-se!

SEO

seo

O significado de SEO é Search Engine Optimization. Na prática do mercado de marketing, definimos SEO (Search Engine Optimization) como um conjunto de estratégias com o objetivo de potencializar e melhorar o posicionamento de um site nas páginas de resultados naturais (orgânicos) nos sites de busca, angariando mais visitantes e consequentemente mais conversões.

Essencialmente o aumento de visibilidade nas buscas orgânicas, faz com que você esteja ao alcance de mais pessoas, gerando mais visitas, ou seja, aumentando o tráfego orgânico. Se, você estiver otimizado para os termos corretos, que esteja alinhado com o seu público-alvo, estas visitas podem gerar conversões. Esta sequência é fundamental para uma boa estratégia de SEO.

História do Termo SEO

O termo Search Engine Optimization foi usado pela primeira vez pela empresa Multimedia Marketing Group (MMG), de John Audette, onde o objetivo era realizar métodos que fizessem com que um website conseguisse um posicionamento nos resultados de busca melhor do que os concorrentes.

Ao longo dos anos, o SEO passou a ser muito mais alinhado ao usuário final juntamente aos robôs de pesquisa. Por isto, temos uma visão mais centrada em aspectos técnicos e de conteúdo.

seo4

SEO como Canal de Conversões

Quando avaliamos o tráfego orgânico como um meio de acesso de usuários qualificados, podemos notar que a taxa de fechamento de conversões é realmente superior aos outros canais, como Links Patrocinados ou ainda Mídias Sociais.

Em um estudo realizado pela Ascend2, em Junho de 2015, mostrou que 89% dos profissionais de marketing que responderam a pesquisa apontam que confiam em SEO para melhorar seus posicionamentos, tráfego orgânico e geração de leads.

Já em Fevereiro de 215, uma pesquisa realizada pela Econsultancy, mostrou que 73% dos profissionais in-house e 76% das agências de marketing ao redor do mundo apontam SEO como uma fonte de excelente ou ótimos resultados (ROI).

Na Corvos Webdesign, entendemos que o canal de tráfego orgânico, quando bem otimizado (SEO), é fundamental para qualquer empresa que realmente queira destacar no cenário de marketing digital brasileiro.

seo2

Diferença entre SEO e Links Patrocinados

É muito importante não confundir os resultados orgânicos com os resultados patrocinados. Como exemplificado na imagem, os resultados orgânicos são marcados com verde e os resultados patrocinados são marcados com vermelho.

Apesar de nos dias de hoje a diferença visual ser pouca, na prática a diferença é muito grande. Hoje, para aparecer junto aos resultados patrocinados, a empresa ou pessoa precisa anunciar através da plataforma Adwords. Já para estar entre os primeiros resultados orgânicos é necessário um trabalho real baseado em diversas técnicas de SEO.

Como Funciona o SEO?

Entre estas técnicas e métodos, podemos dividir o SEO em duas frentes distintas: os fatores On-Page e os fatores Off-Page (ou link building). Pela tradução direta, os fatores On-Page caracterizam-se por técnicas que alteram ou melhoram aspectos internos do site. Já os Off-page caracterizam-se pelos aspectos externos, como links.

Entre os principais fatores On-Page, podemos listar:

Com relação aos fatores Off-Page (link building), podemos listar:

Os fatores mencionados acima são apenas a “ponta do iceberg” uma vez que o próprio Google afirma que existe centenas de fatores que eles observam para classificar uma página ou site em seus resultados.

Um outro ponto importante é a complexidade de se otimizar alguns aspectos de SEO. Segundo um estudo da Econsultacy mais de 7 em 10 pessoas que responderam o estudo dizem que o conteúdo, foi de longe, o maior fator de melhoria dos seus projetos. Mais de 72% dos entrevistados apontaram que a criação de conteúdo foi a técnica de SEO mais efetiva.

Técnicas de SEO

Baseado na minha experiência e do que fazemos aqui na Agência Mestre, entendemos que a criação de conteúdo é um ótimo pilar, mas ainda precisamos de um ótimo trabalho de arquitetura da informação somado à bons títulos e meta descriptions.

E qual a Vantagem do SEO?

A essência do trabalho de SEO é angariar novos visitantes e, com mais visitas, aumentam as suas chances de conversão (lead ou compra). Logo, com um bom trabalho de SEO, você pode aumentar as suas vendas, número de visualizações de página, número de leads, assinantes de feeds, ou seja qual for a sua métrica de conversão.

É importante frisar que SEO é um trabalho de médio/longo prazo que visa aumentar a quantidade de visitantes através de entendimento do seu website e confiança/autoridade percebida pelos mecanismos de busca. Uma vez feito o trabalho, quando o site aparecer bem nas pesquisas, será por credibilidade/entendimento.

Em média, notamos que um projeto de SEO começa a demonstrar resultados a partir de 4 meses de projeto. Antes disso, somente se o website tiver algum problema estrutural ou algo grave que impeça os mecanismos de busca de ler o conteúdo/website. Como você pode notar abaixo, temos bons projetos de SEO com resultados a partir de 4 meses de projeto:

seo-strategies1

Consultoria de SEO

A Corvos Webdesign é uma das melhores agências e renomadas a oferecer o serviço de otimização de sites no Brasil. Com este serviço, seus clientes conseguem aumentar as receitas e clientes oriundos de busca orgânica.

Se você precisa de uma agência séria, com profissionais experientes, o seu lugar é aqui! Clique e peça mais detalhes da nossa consultoria.

Conclusão

Uma das mais valiosas dicas: faça o site de modo que o usuário ache o que quer, de maneira e leitura fácil, e com os conteúdos mais relevantes possíveis. Quero dizer, se eu, por exemplo, entrar em um site de computação, então supõe-se que eu queira ver artigos relacionados à computação. Não vai ser legal se eu encontrar links e conteúdo sobre culinária. Não tente enganar o buscador, colocando assuntos pornográficos ou polêmicos para chamar tráfego ao seu site. Este tipo de prática é condenada pelos buscadores e com frequência resultam em punições.

Fonte: Agência Mestra

COMO ABRIR UM NEGÓCIO EM CASA

 Montar um home office pode ser uma boa alternativa para economizar com custos de uma empresa e ficar perto da família, mas é preciso estar atento a alguns cuidados.

como-abrir-um-negocio-em-casa
A maior vantagem de montar seu escritório em casa é o custo (Foto: ThinkStock)

Para quem toma a decisão de trabalhar por conta própria, um dos primeiros desafios é decidir onde o empreendimento vai funcionar. Mesmo para quem é autônomo e passa o dia na rua, é preciso ter um local para organizar as contas, planejar compras e entregas e até mesmo produzir o que vai vender.

Em tempos de aperto de cinto, alugar uma sala comercial ou procurar um espaço compartilhado envolve custos que nem sempre o empreendedor é capaz de absorver. Diante desse cenário, trabalhar em casa é a escolha natural.

A vantagem mais evidente de montar seu escritório em um cômodo da casa é o custo: além do valor do aluguel, o empreendedor vai economizar com o trajeto até o trabalho e poderá almoçar em casa todos os dias. Com uma mesa, acesso à internet e uma linha telefônica, é possível trabalhar com e-commerce ou representação comercial. Se for necessário armazenar alguns produtos para usar como mostruário, uma pequena sala consegue dar conta.

secretary-at-desk-vector

O problema é que nem tudo é vantagem no home office. Os riscos e as limitações são grandes, e podem atrapalhar o negócio de quem não está preparado. “Além dos cuidados comuns que qualquer empresa exige, é preciso dedicar uma dose extra de organização para fazer funcionar. Em primeiro lugar, separar a vida da casa da do trabalho. Isso requer disciplina: ter um espaço reservado para o trabalho e todo o cuidado para não se distrair com as coisas do lar”, diz o consultor do Sebrae-SP Fabiano Nagamatsu.

Segundo ele, o empreendedor que trabalha em casa precisa estabelecer uma rotina com início, parada para almoço e fim da jornada. “O empresário deve vestir-se de acordo. Bermuda, chinelo ou pijama durante o expediente não combinam. Tem de entrar no clima da cabeça aos pés literalmente”, afirma Nagamatsu. As contas de casa e as da empresa também nunca devem se misturar – como em uma empresa comum, pessoa física e pessoa jurídica são instâncias diferentes.

Dependendo do ramo de atividade, o empreendedor também precisa de um espaço para receber clientes ou fazer reuniões com fornecedores e parceiros. Nesse caso, o consultor afirma que o cenário ideal é ter uma entrada independente. “A atitude do empreendedor faz muita diferença quando ele monta o negócio onde mora”, diz.

Horários:

Montar um espaço para trabalhar em casa foi a saída que Priscilla de Jesus Trindade, 33 anos, encontrou depois que a empresa em que trabalhava como assistente administrativa faliu. Ela já fazia adesivos para unhas para as colegas de trabalho – e perder o emprego foi o estímulo que faltava para levar a produção a sério.

analise-swot

Em um espaço fechado no quintal de casa, Priscilla produz os adesivos que vende pela internet e para salões de beleza. Antes o pai a ajudava com as entregas, mas atualmente ela está fazendo tudo sozinha. “Hoje faço o desenho, todo o controle financeiro e uma vez por semana saio para fazer as entregas e colocar produtos no correio”, conta.

Para Priscila, que hoje é Microempreendedora Individual (MEI), a vida como empreendedora a partir de casa é muito mais recompensadora do que a antiga vida de funcionária, apesar de algumas dificuldades. A principal delas, por enquanto, é adaptar-se o horário “comercial” mesmo estando a poucos passos do quarto e da cozinha de casa. “Estou tentando me adaptar a um horário de trabalho normal. Hoje fico muitas vezes trabalhando até de madrugada e nos fins de semana, ainda mais quando entra alguma encomenda mais urgente”, diz.

Outra questão que deixa Priscilla ainda um pouco perdida é em relação ao fluxo de caixa. Como as entregas são feitas para vários clientes e a quantidade de pagamentos é pulverizada, às vezes é difícil enxergar onde está o dinheiro. “Na empresa você sabe que tem um salário no final do mês, aqui eu às vezes me perco com os recebimentos”, conta. Mesmo assim, a empreendedora não sente saudades do emprego fixo: pelo contrário, pretende aprimorar-se na gestão.

Adaptação:

Alguns segmentos são mais indicados para quem pretende trabalhar em casa: e-commerce e representação comercial são os mais comuns. Artesanato e produtos alimentícios também não demandam muito espaço além de um pequeno cômodo para armazenamento ou um freezer horizontal. “Evite negócios que exijam linha de produção ou que produzam barulho, cheiro, que usem produtos químicos ou que provoquem muita movimentação de gente, porque isso vai interferir na vida dos moradores da casa e dos vizinhos”, diz Nagamatsu.

ser-consultora

O consultor do Sebrae-SP também lembra que trabalhar em casa pode ser um pouco mais complicado para quem mora em apartamento. É preciso respeitar as regras do condomínio e verificar se há algum tipo de licença especial para exercer a atividade desejada.

A empreendedora Rosana Sacramento, 45 anos, proprietária da Red Onions Culinária Saudável, teve de alugar um pequeno imóvel para instalar sua cozinha, onde produz alimentos totalmente livres de glúten. “No apartamento eu não teria autorização dos órgãos sanitários”, diz.

unnamed-1-3

Antes de empreender, Rosana trabalhava no setor de eventos de uma grande empresa. Ela viajava muito e não tinha tempo para ficar com o filho, hoje com oito anos. Trabalhar por conta própria foi uma alternativa para permanecer mais próxima à família e transformar uma vocação – cozinhar – em profissão. Mas as dificuldades são muitas: à noite, em casa, a empreendedora vai para o “terceiro turno”, controlando planilhas financeiras, elaborando listas de compras e fazendo a divulgação da empresa nas redes sociais.

O marido, autônomo, consegue ajudar com as compras e com as entregas “Sou praticamente todos os departamentos sozinha”, diz Rosana. Atualmente, para tentar aumentar o faturamento, ela passou a comercializar marmitas saudáveis. “O custo do aluguel está impactando no caixa da empresa. Além disso, meus insumos são muito altos”, conta.

Vale a pena trabalhar em casa?

Pontos positivos:

– Redução de custos com aluguel, transporte e alimentação na rua.
– Possibilidade de escolher os horários de trabalho.
– Estar mais próximo à família para almoçar e jantar, com ganhos para a qualidade de vida.
 images-10-1

Pontos negativos:

– Risco de misturar vida doméstica e trabalho, principalmente em relação às contas.
– Falta de disciplina com horários e compromissos.
– Espaço inadequado para receber clientes e fornecedores, assim como para armazenar produtos.
– Pode ser solitário para quem gosta de interagir com colegas.

Fontes: Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP, Dicas de Negócios PME e Portal G2

Quanto custa manter um site?

Geralmente pensa-se apenas na criação de site de uma empresa, mas depois se descobre
que existem outros custos para mantê-lo no ar. Mas fique tranqüilo, custos baixos, mas que precisam ser pesados na hora de avaliar a criação de um site. Abaixo alguns itens que você deve se preocupar após a criação do seu site, são custos básicos para manter seu site no ar.

Flat design illustration concept for web design

\ Desenvolvimento de site /

O custo do desenvolvimento de site é o principal custo, bom na verdade, é o principal investimento que deverá ser feito.

O desenvolvimento do site dever ser feito por uma empresa que tenha boas referências e se possível um portfólio online diversificado e bem produzido. Ou seja, deve haver alguns trabalhos publicados para serem avaliados.

Para um site de qualidade, moderno e interativo, o custo do site não sai por menos de R$1.500,00  à R$ 1.800,00. E o diferencial aqui é o design conceitual, boa arquitetura da informação, conteúdo bem elaborado, construído sobre os últimos conceitos em tecnologia.

Recentemente fizemos uma matéria abordando este assunto, naquele momento apenas destacamos alguns fatores que influenciavam no preço final de um site profissional. Leia a matéria aqui sobre “Quanto custa um site”.

| Registro do domínio |

Esse registro refere-se ao registro do seu site no órgão que rege as normas de internet no Brasil a Fapesp, porém na Corvos Webdesign, você pode estar solicitando esse serviço.

Se possível faça com profissionais esse registro para que o registro fique em seu nome. Evite usar o serviço de hospedagem para realizá-lo, pois além de cobrar por isso o seu site ficará registrada no nome desta empresa de hospedagem.

Caso você precise mudar de serviço de hospedagem de site a mudança é tranqüila, pois estas empresas de hospedagem já prestam todo o suporte para esta mudança de domínio.

A taxa é anual custa em torno de R$45,00, pode haver um desconto caso você deseje pagar pelo registro de 2 ou 3 anos de uma só vez. É uma boa opção para aqueles que têm dificuldades em pagar as contas em dia.

* Dica: Coloque dados verdadeiros, principalmente o e-mail, pois esta é a única forma que eles entram em contato com você para efetuar a renovação do registro do domínio.

{ Hospedagem do site }

A hospedagem é o local onde seu site ficará armazenado. Geralmente a agência digital que desenvolveu o site efetua a hospedagem em um servidor próprio com um contrato à parte de hospedagem de site ou indicam um serviço de hospedagem de terceiros.

Caso você deseje escolher a empresa de hospedagem a empresa que desenvolveu o site deverá fazer todo o procedimento para instalar seu site neste servidor de hospedagem.

O valor de uma hospedagem excelente varia entre R$13,00 a R$35,00, na modalidade mensal, mas que podem ser pagos na modalidade, trimestral, semestral e anual, onde estas três últimas opções, o cliente se beneficia de descontos progressivos. Claro, preços menores indicam uma qualidade inferior e menos serviços.

* Dica 1: Pesquise bem a empresa de hospedagem, pois existem muitas no mercados e muitas delas não cumprem o que prometem, inclusive as grandes de renome!

* Dica 2: Fuja a todo custo das hospedagens de site gratuitos, pois definitivamente não funcionam!

[ Atualização do site ]

manutencao-site

Manter um site no ar com um banner de Feliz Natal quando já estamos no Carnaval ou na Páscoa com certeza vai queimar o filme do seu site e da sua empresa.

Pior é deixar na home ou no rodapé do site um telefone que nem existe mais!

Nestes casos é necessário atualizar seu site e trazer novas informações que pode ser o novo endereço, telefone ou uma nova foto da fachada da sua empresa.

A atualização pode também se referir a um redesign do site. O redesign é a mudança do layout, alterando cores e formas do site, mas mantendo a mesma estrutura.

O valor para manter um site atualizado varia de profissional para profissional mas vale lembar que, este é um valor que não é mensal, mas sim um custo pontual apenas para atualizar uma informação naquele momento.

</> Manutenção do site </>

Manutenção é diferente de atualização!

A manutenção é feita para prevenir ou corrigir algum problema presente. Neste caso a manutenção pode ser a atualização do sistema para evitar que fique vulnerável a ataques de hackers por exemplo, ou erro em programação, entre outros.

A manutenção de um site criado através de uma plataforma como wordpress ou joomla deve ser observada constantemente, pois estas plataformas estão sempre lançando versões novas para tornar o site mais rápido e robusto, pois trabalham com uma tecnologia chamada CMS.

O valor é o mesmo para atualizar um site, geralmente cobrado por hora.

Custos indiretos para manter um site (custos de divulgação)

Os custos mensais para manter um site são estes, mas tenha em mente que um site não se “auto divulga” sozinho, é necessário colocar mais alguns custos na divulgação deste site.

Em fim, um site sem visitas, é o mesmo que ter um carro em sua garagem e não usá-lo. Não serve para nada!

A divulgação pode ser feita de diversas maneiras, através de links patrocinados, banners de anúncios em outros sites, email marketing, ou um serviço de SEO, que são técnicas para otimizar seu site para aparecer nas primeiras colocações do Google.

Os valores são mais altos, porém indispensáveis para o sucesso do seu site entre a concorrência. Os valores podem variar entre R$ 150,00, R$300,00, podendo chegar até R$5.000,00 mensais.

Dependendo do seu negócio é um investimento que traz excelentes retornos, além do mais, “quem não aparece, não vende” !

Para saber melhor sobre qual serviço que vai realmente atender as suas reais necessidades, solicite uma Consultoria web na Corvos Webdesign e tenha um raio X da estratégia que deverás aplicar para alavancar os seus negócios na web.

Desconto é principal motivador das compras online

crie

Pesquisa do Groupon também revela que 72% dos entrevistados utilizam aplicativos e sites de e-commerce ao menos uma vez por semana para fazer compras

Bons preços e comodidade são os diferenciais que o brasileiro procura na hora de realizar compras online, seja de produtos ou de serviços. Isso é o que retrata a pesquisa realizada pelo Groupon, entre os dias 25 e 27 de julho com 1.011 consumidores brasileiros.

multiplataform-ilustration

De acordo com o estudo, 72% dos entrevistados utilizam aplicativos e sites de e-commerce ao menos uma vez por semana e 69% afirmam que a principal razão para comprar online são os descontos – resultado similar ao obtido no ano anterior, no qual o desconto foi escolhido como o fator número um para se comprar online, entre sete outros itens (preço, marca, atendimento, garantia, entrega e qualidade).

“Hoje em dia, os apps de e-commerce são grandes aliados do consumidor. É possível pesquisar e comparar preços a qualquer hora e em qualquer lugar”, diz João Pedro Serra, country manager do Groupon Brasil

Agora uma dica que deixamos aos nossos leitores e que se indentificarem com esse vasto mercado online, aqui está uma excelente dica de plataforma a qual é nossa parceira e que indicamos, que é a NuvemShop, a empresa número 1 em Lojas virtuais, com a melhor tecnologia, painel totalmente intuitivo e suporte inteligente. Quer conhecer mais e sem compromisso, experiemente por 15 dias sem pagar nada e confira você mesmo as vantagem através desse link, Loja Virtual Nuvem Shop

Fonte do texto: Groupon & Corvos Webdesign

Empreendedor – Como criar Negócios inovadores, criativos e rentáveis

atitude-empreendedora
Vai empreender?
Guia rápido para seus novos negócios


“Daqui 20 anos, você vai se arrepender pelo que não fez, não pelos erros que cometeu. Afaste-se do seu porto seguro. Enfrente o vento. Explore. Sonhe. Descubra” – Mark Twain


 

 Escreva um senhor Plano de Negócios :

• Os melhores planos de negócios do mundo são sucintos e resumidos, sem serem incompletos. Para fazer o seu plano de negócio considere responder as seguintes perguntas com ele :

• Qual é a finalidade da sua Empresa ? Como você define o que a sua empresa faz em uma frase matadora?

• Qual é o Problema que a sua empresa resolve? – Qual é a principal dor do seu cliente ou do cliente do seu cliente que a sua empresa se dispões a resolver? Como eles o resolvem sem a ajuda da sua empresa hoje?

• Qual é a Solução que a sua empresa oferece aos seus clientes para resolver o problema acima definido? Qual é a sua proposta de valor para tornar a vida do cliente melhor? Demonstre fisicamente como sua solução opera.

• Por que o seu produto e ou serviço é a solução ideal para seus clientes? Quais são as outras soluções alternativas?

• Qual é o tamanho do mercado onde sua empresa vai operar? Qual é o perfil dos clientes que você quer atender?

• Quais são os grandes lobos que vão arranhar a porta da sua empresa na tentativa de derrubá-la? Mostre uma lista dos seus concorrentes e das vantagens competitivas de cada um.

• Quais são as características dos seus produtos e ou serviços? Quais são as suas grandes vantagens competitivas?

• Qual é o Modelo de negócio que você desenhou para a sua empresa? – Modelo de receita – Preços – Modelo de Vendas e modelo de distribuição – Inclua uma Lista de clientes,…

• Quem faz parte da Equipe da sua empresa – Quem são seus Fundadores e gestores? Como está estruturado o seu conselho de administração?

• Quem são seus fornecedores? Como você pretende qualificá-los e homologá-los?

• Quais são os principais relatórios que vão demonstrar o lado operacional e financeiro da sua empresa? Quais são os principais indicadores de performance comparativos?

empreendedor-executivo-858x250

Além do elaborar um senhor plano de negócios, procure endereçar de forma competente os tópicos abaixo :

• Tenha constância e clareza de propósitos. Resuma os negócios da empresa de tal forma que eles caibam na parte de trás do seu cartão de visita.

• Mire mercados grandes e de alto potencial e futuro. Isso te dá uma certa margem para os primeiros meses de tentativa e erro.

• Mire Clientes Ricos – Procure fazer negócio com pessoas que estão gastando muito dinheiro nos dias de hoje.

• Foque em duas coisas prioritariamente na sua empresa – Orientação obsessiva para o cliente e para a simplificação máxima.

• Pense de forma diferente – desafie o status quo e a sabedoria convencional. Crie novos caminhos, novas formas de chegar mais rápido aos seus clientes.

• Não permita que sua empresa comece com uma equipe que não seja a melhor logo de partida – como nas crianças, é a partir do nascimento que se forma o DNA da sua empresa.

• Diferencie-se em três frentes importantes : Rapidez/Agilidade, Simplicidade e Auto Confiança – seja imbatível nestes quesitos. Seja sempre mais rápido e melhor que seus concorrentes.

• Faça com que sua empresa seja a empresa mais pão dura do planeta desde o primeiro dia de funcionamento e não permita que este quadro mude ao longo dos tempos.

• Seja excelente na gestão de recursos – os melhores líderes e gerentes são especialistas na arte de administrar a escassez (pouco dinheiro, pouco tempo, pouca gente). A escassez extrema é a mãe da criatividade – ter fartura de recursos gera desperdícios, perda de foco e de dinheiro.

“Faça o que você puder, onde você está e com o que você tem” – Theodore Roosevelt

COMO ABRIR O PRÓPRIO NEGÓCIO SEM LARGAR O EMPREGO.

Saiba como dar conta de uma Jornada Dupla.

Como abrir o próprio negócio
Para trabalhar e empreender, é necessário deixar de lado a vida pessoal
Tornar-se um empreendedor pode ser bastante difícil. Isso acontece porque abrir o próprio negócio pode ser arriscado, já que é impossível saber se a empreitada vai ser bem-sucedida. Ao mesmo tempo, permanecer no emprego pode parecer uma escolha mais realista. Afinal, apesar de o trabalho não trazer nenhuma fortuna, as probabilidades de uma demissão e da consequente falta de dinheiro são menores.
Segundo o especialista em empreendedorismo Ryan Robinson, em muitos casos é possível empreender sem largar o trabalho. Assim, se a empresa der errado, você ainda terá uma fonte de renda.
É importante ressaltar que alguns negócios exigem atenção exclusiva. É difícil listar quais deles precisam de um gestor em tempo integral. Robinson recomenda que, antes de tentar ter uma “jornada dupla”, o empreendedor analise sua situação e veja se é possível conciliar as duas atividades. Se der para ser funcionário de dia e empreendedor à noite (ou vice-versa), siga as dicas do especialista, publicadas originalmente no site da revista “Inc.“:
1. Pergunte-se se empreender é realmente o que você quer:
Ao conciliar trabalho com o próprio negócio, você terá que priorizar as duas atividades, em detrimento da sua vida pessoal. Não adianta se comprometer a enfrentar esse desafio duplo se sua cabeça estiver em outro lugar.
Robinson recomenda que, para tomar uma decisão, você escreva todas as atividades e compromissos da sua agenda semanal em um papel. Feito isso, veja se há alguma atividade mais importante para você que o sonho de empreender. Se houver, talvez seja melhor continuar somente como empregado.
2. Domine os conhecimentos necessários:
Quem administra uma empresa precisa ter conhecimento em várias áreas. Não é necessário ser um especialista nesses assuntos, mas é preciso ter noção suficiente para você mesmo não ser a razão do eventual fracasso do seu negócio.
Antes de abrir o próprio negócio, aprenda um pouco sobre administração e gestão de pessoas. Não é preciso fazer uma faculdade. Uma mescla de cursos de curta duração já pode ajudar bastante, de acordo com Robinson.
3. Valide suas ideias:
A inspiração para a abertura de uma empresa normalmente vem de uma ideia. Muitos empreendedores acreditam ter projetos revolucionários nas mãos. Só que, muitas vezes, a ideia em questão é ruim. Antes de abrir uma empresa, valide seu negócio: converse com especialistas em empreendedorismo e com seu público-alvo e veja se as pessoas realmente comprariam o que você criou. Se sim, pode prosseguir. Do contrário, pense em outra coisa.
foto thinkstock
4. Tenha algum diferencial:
Para superar a concorrência, você deve ter algum diferencial. Basicamente, você tem duas opções: vender mais barato ou ter um produto melhor. Ao oferecer o mesmo que outras companhias, é mais difícil atrair e fidelizar seus clientes, segundo Robinson.
5. Terceirize” atividades:
Você precisa de ajuda em sua empresa por duas razões: você não é um especialista e vai faltar tempo para dar conta de tudo. Por isso, tenha funcionários ou empresas que auxiliem na gestão da empresa. As áreas que serão “terceirizadas” devem ser escolhidas a partir do conhecimento do empreendedor e da quantidade de dinheiro em caixa.
6. Procure feedback:
Você deve saber o que está indo bem e o que deve ser corrigido na sua empresa. E, para isso, tem que ouvir seu cliente. Deixe um telefone, um endereço de e-mail e as redes sociais à disposição deles. Robinson afirma que todos os contatos devem ser respondidos.
7. Divida as coisas:
Robinson afirma que empreendedores que ainda têm um emprego não podem resolver assuntos do próprio negócio durante o expediente. Ao não se dedicar ao emprego e empreender no momento errado do dia, são maiores as chances de você ficar desempregado em um momento ruim.
8. Saia do trabalho no momento certo:
Se você decidiu conciliar emprego e empreendedorismo, supõe-se que sua prioridade é ter o próprio negócio. Espera-se, então, que você peça demissão em um determinado ponto.
Robinson diz que a dedicação exclusiva ao próprio negócio deve acontecer em dois casos: quando o empreendedor tiver confiança suficiente que sua empresa vai dar certo ou quando os ganhos do negócio forem suficientes para ser a única fonte de renda.
A partir da saída do emprego, é a hora de crescer ainda mais. Com dedicação exclusiva, você terá tempo para aperfeiçoar processos e poderá gerenciar melhor sua equipe e torná-la mais produtiva, de acordo com o especialista.
Fonte: PEGN-G1, Dicas de Negócios PME e Portal G2 / Fotos: ThinkStock.

Empreendedores de sucesso vivem de acordo com estas 3 dicas

 

listas-que-todos-empreendedor-deve-fazer-6

Empreendedores(as) de sucesso vivem a sua vida com base nestas 3 dicas

Toda a gente pensa que é um campeão quando não estão cansados. É fácil acreditares em ti quando estás a ouvir uma música motivadora ou quando as coisas te correm bem e estás a chegar aos teus objetivos pretendidos.

Mas já não é tão fácil acreditar em ti próprio(a) quando estás numa situação desconhecida ou desconfortável. Empreendedores de sucesso sabem no entanto encarar e ultrapassar estes obstáculos que lhes atravessam à frente.

Isto porque eles acreditam neles próprios. Eles sabem que toda a gente tem problemas e que se deparam com obstáculos na vida. A confiança é a capacidade de lidar com a incerteza, e é isto que eles têm, uma grande autoconfiança.

Mostrarei quais as 3 dicas nas quais empreendedores baseiam o seu sucesso. Aplicá-las à sua vida e vai ver o seu negócio florescer e a sua confiança a aumentar.

3 dicas para empreendedores de sucesso.

Acredita em si próprio(a), irrealisticamente

Acreditar em si próprio é meio caminho andado para que as coisas aconteçam como queres que aconteçam.

Atletas e desportistas têm de acreditar neles próprios: eles não podem simplesmente pensar que vai correr tudo bem, eles acreditam para além do acreditar.

Os empreendedores devem pensar da mesma forma. Não acreditar, de forma realista, porque o que é “real” só funciona em algo que já existe, mas ser irrealisticamente otimista irá mudar a sua vida.

Ser maluco(a) se faz necessário. Acreditar em si quando mais ninguém o faz, porque reparar, ninguém o fará.

Da próxima vez que duvidares ti, pare, e faça uma pequena introspeção. Pense o porque é que estás a duvidar de si próprio?.  Porque estas com medo? Falhaste no passado? Sejam quais forem as razões, esquece-as e toma a decisão de acreditares em si.

É isso que te vai tornar num(a) empreeendedor(a) de sucesso. É isso que te vai transformar num campeão.

Não tenhas medo do desconforto

Um bocadinho de desconforto não faz mal a ninguém.

A dor é a forma do teu corpo comunicar contigo os teus limites, mas se não puxarmos pelos limites, não melhoramos.

Lembro-me quando decidi fazer 10 sprints de Tabatas. Uma tabata é um conjunto de séries de esforço extremo de 20 segundos, com 10 segundos de descanso. Isto constitui uma série. Normalmente faz-se 6 séries, mas eu quis fazer 10 séries de sprints.

Quando acabei, os meus pulmões estavam a arder, a minha cabeça estava tonta, o meu estômago estava feito num oito e as minhas pernas pareciam blocos de cimentos. Mas terminei a coisa.

Vai haver alturas na sua carreira em que tens que te levantar às 5 da manhã para te preparares para uma apresentação, ou a um evento que não querias ir, mas tens de ir.

Serás pressionado(a) para tomar decisões difíceis, vez após vez. Sai fora da tua zona de comodismo e não tenhas medo do desconforto. Nenhuma dor significa nenhuma mudança: se não abraças o desconforto, estagnas.

Da próxima vez que estiveres a puxar pelos teus limites, puxa ainda mais. Vai ser desconfortável e doloroso, mas vais conseguir fazer mais do que aquilo que pensavas que era possível.

Defina objetivos: pequenos e grandes

O que queres alcançar na vida? Quais são os teus objetivos?

Primeiro queria ser jogador de basquetebol. Treinei e cheguei à conclusão que com 1m60 e a minha condição física normal nunca me tornaria profissional. Desisti. Depois quis ser motoclista, e não era levinho ou explosivo o suficiente. Desisti.

O problema é que eu não acreditei em mim próprio. Não chega querermos ser apenas “ok” ou bons. Mais vale criar grandes metas, objetivos difíceis de alcançar, mas que te deixam entusiasmado(a) se e quando os alcançares.

Mas também é importante ter objetivos pequenos. Empreendedores de sucesso definem metas mais pequenas para elas como degraus para chegarem a andares superiores, do género kaizen, pequenos passos incrementais.

Assim como os atletas amadores e de alta competição, os empreendedores muitas vezes estabelecem objetivos que os assustam. Objetivos otimisticamente irrealistas e que envolvem dor e desconforto. Só que tem de ser assim: não faz sentido ir atrás de coisas facilmente conquistáveis, pois isso é o caminho para a mediocridade.

Em resumo…

empreendedorismo

Empreendedor é aquele que toma a iniciativa de empreender, de ter um negócio próprio. É aquele que sabe identificar as oportunidades e transformá-las em uma organização lucrativa. O empreendedor é aquele indivíduo que é criativo, inovador, arrojado, que estabelece estratégias que vão delinear seu futuro.

Fonte: site do Jorge

7 Dicas que Todo Dono do Próprio Negócio precisa Saber

Dono do Próprio Negócio

Ser o dono do próprio negócio é o sonho de mais da metade dos brasileiros, segundo a Endeavor 92% dos brasileiros acreditam que empreender é por a mão na massa, se você pensa assim tem outras coisas que precisa saber. Será mesmo que você quer ser dono do próprio negócio, você esta pronto para isto?

Ser dono do próprio negócio é mais do que não ter patrão ou chefe para lhe dar ordens ou reclamar quando chegar atrasado. Com a liberdade, vem as responsabilidades: vencimentos de boletos, pagamento de funcionários, pedido de novas mercadorias, prazos apertados, concorrência do mercado, criação de produto, fidelização dos clientes, etc.

A situação é ainda mais complicada para quem dispõe de pouco dinheiro para investir. Muito provavelmente, você terá que fazer quase tudo sozinho, desde pintar sua loja física até aprender linguagem de programação para manter seu site sempre funcionando, mesmo quando o seu programador estiver de férias.

O fato é que ter o próprio negócio te permite alcançar voos muito mais altos. O sucesso e o fracasso dependem em muito de você e isso estimula com que dê o sangue, trabalhe mais horas, acorde mais cedo e respire seu negócio a todo momento. Nem todos estão preparados para isto: sonhar em ser dono do próprio negócio é muito diferente de ser de fato dono do próprio negócio.

Seja conectado, atualmente todo o negócio, desde barraca de pipocas, a conglomerados empresariais precisam ter um site de negócio, e se posicionar bem na Internet e nas Redes Sociais, criar um site de negócio vai aproxima-lo do seu potencial cliente.

Existem diversos cursos presencias ou a distância (online), que ensinam o passo a passo para construir um site de negócio online, você se capacita para a criar sites profissionais sem entender uma linha de código de programação, saber programar não é mais desculpa para não ter um site. Siga lendo para entender.

Veja se você possui o perfil para ser o dono do próprio negócio:

Você esta preparado para ser Dono do Próprio Negócio

São muitos detalhes que um novo empreendedor, empresário deve considerar para iniciar seu próprio empreendimento, eu resumi em 7 dicas, para nortear os passos que você precisa dar para começar.

#1. Riscos são comuns

Ter o próprio negócio inclui riscos, tanto pode dar certo, quanto pode dar errado. A cada nova estratégia que você decide aplicar, vários riscos são inclusos. Se você é uma pessoa que precisa de segurança e não convive bem com riscos, ter um negócio próprio pode ser uma péssima ideia para você.

Porem se tem desejo de liberdade, ser dono do seu próprio tempo, quer fazer seus próprios horários e ter a liberdade de programar suas próprias férias, então tenho certeza que assumira certos riscos para conquistar seus objetivos, mas não se preocupe, você não precisa fazer nenhuma loucura, faça riscos controlados e sempre separe um investimento para manutenção de riscos e imprevistos.

#2. Instabilidade nas finanças

Principalmente no começo, o caixa não mantém um valor fixo. Um mês você pode ir muito bem, enquanto no próximo ter uma queda. Isso exige maturidade e responsabilidade para guardar pequenas quantias todo mês para os meses de vacas magras e evitar dívidas cumulativas.

Então faça uma reserva financeira para manter necessidades básicas, suas e de seu negócio, em um vídeo do Geração de Valor, Flávio Augusto ensina que devemos guarda 20% de toda nossa renda adquirida, essa dica ele da para que possamos gerar riqueza, e se você aplicar com prudência vai salvar a sua pele em momentos de crise financeira.

#3. Dedicação exclusiva

Ser dono do próprio negócio, diferente de ter um emprego, exige que você respire ele o tempo todo. Você precisa se dedicar, você é o patrão, o empregado, o designer, o programador, o motoboy, o departamento de marketing, o contador, o administrador, enfim, você exerce todos os papeis dentro da empresa e precisa aprender diversas coisas que nem sonhava antes.

#4. Obstinação

Um empreendedor de sucesso precisa ser obstinado, precisa querer aquilo que parece impossível e arrumar meios para que o impossível se torne possível. O empreendedor deve estar sempre focado em novos projetos e obstinado a conseguir os melhores resultados em cada um deles.

#5. Curiosidade

Ser dono do próprio negócio carece de curiosidade. Se você não é curioso, você nunca descobrirá novos meios de vender mais, novas estratégias de marketing, como funciona a programação do seu site, quem são seus clientes, quais outros produtos você poderia vender, etc.

Curiosidade para aprender como funciona determinadas coisas, que são extremamente relevantes e relacionadas as suas ideias, é o combustível que vai mante-lo motivado a descobrir coisas jamais pensadas. Albert Einstein era um gênio não por ser inteligente, mas sim por ser teimosamente curioso, tanto que descobriu a teoria da relatividade.

#6. Sonhador

Ser sonhador é uma das características mais importantes para ser dono do próprio negócio. É preciso acreditar que no seu sonho e ser obstinado (item 4) para realizá-lo. Alias a concepção do mundo que temos hoje, foi dado pelo sonho e desejo que se manifestou na mente de algum louco, pois geralmente quando temos uma ideias inovadora, podemos ser chamados de loucos, até que a ideia se materialize e se torne palpável. Até lá, é acreditar e por a mão na massa.

#7. Não se importar com o Não

Se você não consegue avançar quando recebe um “não”, precisará aprender como lidar com os “nãos” da vida. Antes de receber um único sim, você receberá muitos “nãos”. Tenha sempre em mente que “o não você já tem gratuitamente, agora precisa correr atrás do sim”.

É como disse no item anterior, é natural que sejamos chamados de louco, a maioria das pessoas tem medo do novo, pois gera uma espécie de insegurança, muitas delas não estão preparadas para lidar com o risco, e estão propensas a dizer não quando lhe for apresentada a nova ideia.

Comece um Negócio Digital

A melhor maneira de começar um negócio digital é criar um blog, uma fan page no Facebook, Fiz vários cursos online para poder me destacar como empreendedor digital, e posso lhe recomendar o que realmente  vai lhe colocar no caminho certo.

Se você pretende ter um negócio físico e não sabe bem como fazer pode ir até ao sebrae para entender os passos para abrir o seu negócio, entretanto atualmente quem cria um negócio naturalmente digital vai estar 2 passos a frente dos seus concorrentes.

Você muito provavelmente tem o perfil do empreendedor mais conectado, e com certeza dispõe de recursos financeiros para começar um negócio enxuto e altamente escalável na internet.

Outra forma de ter um negócio pequeno, porem altamente rentável é começar uma carreira de afiliado, que atualmente tem tido uma grande procura por parte de jovens empreendedores.

Esta atividade não exige conhecimento prévio, e qualquer pessoa pode desenvolve-lo.

Enfim…

Ser dono do próprio negócio é ser sempre um visionário, aquele que vê o que ninguém enxergou ainda, é viver a frente do seu tempo, não se limitar a rótulos e ao senso comum. É pensar fora da caixa.

Se você sente que possui estas características, esta é a melhor hora para tirar o seu projeto do papel e colocar em prática o seu grande sonho, desejo sucesso na sua empreitada.

 

Fonte: Ideias que Vendem

 

Os Pontos Básicos ter seu website

banner_8-ERROS

Quando você procura por algo que necessita, provavelmente vai até a página do Google, digita a descrição do produto ou serviço e visita os sites listados pelo Google até encontrar o que precisa, certo?

E provavelmente, você já entrou em sites mal elaborados, confusos, sem as informações necessárias, ou com informações demais. Sites que você não visitará novamente.

Por isto, o desenvolvimento de sites virou uma etapa crucial no sucesso de uma empresa. Não adianta investir uma fortuna com marketing se ao atrair um visitante ao seu site, ele ou ela abandonam a navegação em menos de 1 minuto porque não encontram aquilo que necessitam.

Nesta postagem, vamos discutir alguns pontos básicos que devem ser avaliados quando da criação de seu site.

1)      Criação de Sites – Logo

Seu logo representa sua marca e quando bem feito, fica preso na memória de seus clientes. Não vou entrar no detalhe do design, mas, POR FAVOR, tenha a sua marca em uma imagem de alta resolução e nas dimensões corretas! Também garanta que o logo esteja em todas as páginas de seu site e que exista um link no logo levando a página inicial.

2)      Criação de Sites – Navegação

Não reinvente a roda. Existe um motivo pelo qual a grande maioria dos sites possui um menu superior horizontal (com opções abaixo normalmente ocultas para uma segmentação maior) ou um menu no lado esquerdo da tela.
Faça um teste: entre em qualquer site e perceba que você começa a visualização no lado superior esquerdo e acompanha o texto ou imagens para à direita e para baixo. É a reação natural de qualquer visitante e esta disposição de menus na criação de sites segue este comportamento.

3)      Criação de Sites – Excessos

Quando um visitante chega ao seu site pela primeira vez, você tem poucos segundos para convencê-lo a ficar, ou seja, a ajudá-lo a encontrar o que necessita. Quando você coloca na página inicial um excesso de imagens, vídeos, textos ou várias chamadas de ação diferentes, ao invés de encantar o usuário, você acaba o frustrando, pois cada vez mais as pessoas querem as informações de forma clara e rápida.
Portanto, seja claro em sua mensagem na página inicial, coloque imagens pertinentes aos produtos e serviços e use uma disposição que incentive o visitante a descobrir mais no restante de seu site.

4)      Criação de Sites – Espaços

Ao criar estruturas de texto em seu site, coloque espaços entre parágrafos e entre o texto e imagens. Parece simples, mas se você esquecer deste detalhe durante a criação do site ou de seus posts no futuro, desencorajará o visitante a consumir seu conteúdo.

5)      Criação de Sites – Cores

Use as cores que lembrem a sua marca, mas não exagere nas cores vivas demais, para que a leitura não fique cansativa para os visitantes. As cores são tão importantes atualmente que existem estudos com grande quantidade de dados, mostrando quais as cores ideais nos botões de conversão, por exemplo, para atrair a maior quantidade de leads para sua empresa. Procure uma empresa com experiência para lhe ajudar nesta análise quando do desenvolvimento de seu site.

6)      Criação de Sites – Imagens

Pense um pouco no sucesso atual do Instagram ou em como o Facebook virou um painel de imagens. O público online adora imagens e elas são parte essencial do sucesso de seu site.
Se você utilizar imagens, invista em arquivos de alta qualidade. Quando usamos a imagem de uma pessoa, por exemplo, em nosso site, o visitante precisa “conectar” com a imagem desta pessoa. De forma bem clara: usar fotos de baixa qualidade ou imagens que não estão relacionadas a mensagem que você deseja passar, é pior do que não utilizar imagens. Por isto, leve este ponto muito a sério.

7)      Criação de Sites – Fontes

Utilize fontes que sejam legíveis em qualquer aparelho, pois lembre-se que muitas pessoas hoje em dia, visitarão seu site através da tela de seus celulares. Faça uma pesquisa ou valide com um profissional quais as melhores fontes para o tipo de site que você deseja.

8)      Criação de Sites – Landing Pages

Entender o conceito de “landing pages” é muito importante durante a criação de um site. O objetivo é que cada página de seu site tenha toda as informações necessárias sobre o produto ou serviço específico que aquela página representa, incluindo as ferramentas de conversão para atrair leads e clientes.
Isto permite que suas campanhas de marketing digital nas ferramentas de busca e redes sociais levem o visitante diretamente para estas páginas, aumentando a eficácia da mensagem e aumento das taxas de conversão.

9)      Criação de Sites – Site Responsivo

Vamos tratar deste tema em detalhes em posts futuros, mas para simplificar este ponto, seu site precisa ser otimizado para que o visitante possa interagir com todas as informações em qualquer browser ou em qualquer aparelho. Este é um dos maiores erros que empresas que resolvem criar seu site dentro de casa realizam: se um visitante tenta acessar o site de seu Iphone, por exemplo, as imagens estão “estouradas” e o texto ilegível.
Dica: o número de smartphones vem crescendo anualmente no Brasil e seu donos representam um público de alto poder de consumo.

10)   Criação de Sites – Não use Flash

Assim como o super-herói Flash não é lembrado por boa parte dos jovens com menos de 20 anos, o uso do Flash no desenvolvimento de sites é coisa do passado. Devido a disputa entre a Apple e Adobe, o HTML5 transformou-se na opção mais usada por desenvolvedores e pode ser usada em praticamente todos os aparelhos e browsers.

Você quer saber mais? Solicite uma Consultoria Web na Corvos Webdesign, especialistas em Desenvolvimento de WebSites. Acesse o nosso website www.corvoswebdesign.com.br e entre em contato conosco através de nossos links!

Fragilidade Mental

Blog-Flexinterativa-3-exercícios-para-turbinar-seu-cérebro

Para muitas pessoas, o cérebro é apenas um componente do corpo o qual deve ser usado apenas para afazeres básicos e do cotidiano, mas enganam-se. Para quem trabalha e acima de tudo é um empreendedor, sabe que as informações contidas e absorvidas ao longo do tempo irão fazer a diferença no mercado.

Mas nem sempre as pessoas usam como deveriam usar, pois podemos ver que é muito fácil “viralizar” a mente das pessoas e comprometer um conjunto com situações que muitas das vezes se não bem analisadas, podem prejudicar muitas pessoas. Com a “Crise” Política que mais se parece como a descoberta de todos os rombos, o povo brasileiro se viu em situação atípica, onde o mal intendimento, levou o País a travar a circulação da moeda e com isso veio as demissões, a falta de credibilidade, a desconfiança e a falta de investimentos.

O que percebemos é que a cada 10 clientes que visitávamos, apenas 4 acreditavam no potencial do propósito exporto na reunião, ou seja, a maioria estava “contaminada” e má influenciada com informações as mídias sensacionalistas e com o agravamento da retração do mercado, e outros fatores, muitos realmente acreditavam que a tal da “Crise” estava acontecendo!

O resultado comprovado por nós foi de que, com o valor de investimento desses empreendedores reduzido, deixaram-se levar pelas informações e conjunto de fatores e na tentativa de ver uma luz ao fim do túnel, faziam qualquer coisas menos expressiva e escolhas economicamente mais baratas para alavancar os negócios e o que aconteceu foi que muitas empresas pelo insucesso de suas atitudes, começaram a ver a “Crise” ganhar corpo e força em seus negócios, mas que na verdade, era os clientes que não estavam vendo esses empreendedores e sim estavam focados na tal da “Crise”.

E em meio a tantas mares, altos e baixos do mercados, a dica da Corvos Webdesign sempre foi de passar a mesma mensagem, seja para qual cliente…

criatividadecreativity

Dos clientes que conseguimos ajudar a executar seus excelentes projetos, notamos que existiam inúmeras tentativas de idéias aplicadas, mas por alguns motivos não deram certo ou não foram bem planejados ou mal executados o que levou a frustração e a desistências e descredibilidade em acreditar nas idéias.

Um dos objetivos que a Corvos Webdesign leva para cada novo cliente, é tentar dialogar da melhor maneira possível e desenvolver junto ao cliente a melhor maneira de botar em prática as idéias e torná-las reais na medida do possível e até as vezes do impossível, bastando ter pensamento positivo e procurar as melhores alterativas e maneiras de executar, ou seja, sempre buscamos soluções diferenciadas e assim, dividir para somar e juntos poder crescer.

Sempre que a Equipe da Corvos Webdesign ganha uma chance, tenta cultivar nos clientes a criatividade, a inspirar, a inovar e a renovar e acima de tudo ver que a hora certa de agir é agora. Então quando precisar executar boas estratégias de mercado, atuando principalmente na área web, fale com a Corvos Webdesign, surpreenda-se e tenha excelentes resultados.

O que é Empreendedorismo Rerveso?

Porque os micro, pequenos e médios empreendedores usam a “Crise” como argumentos para suas decisões no mundo do marketing??

Businessman trying to hit a target with darts , Vector EPS10

Empreendedores sem visão de investimento para chegar aos objetivos

Muitos empresas e/ou micro, pequenos e médios empreendedores estão se deixando levar pelo sensacionalismo de televisões, rádios e algumas revistas que vivem de notícias da pior qualidade para alavancar a briga pela audiência e faturar seus “trocados” nessa guerra.

markerting-cortar-ou-investir

Com tudo, se nós os micro, pequenos e médios empreendedores nos deixarmos abalar pela tal crise politicamente econômica, o Brasil em si pode-se considerar um Brasil falido, sem esperança ou algo que ainda possa investir, só seremos mais um entre inúmeros de Brasileiros a espera de um milagre de braços cruzados.

O que temos que fazer é CRIAR novas soluções, alternativas, novos rumos, inovar no mercado e nos posicionar em que lado queremos ficar e após isso, decidir em como divulgar através de nosso marketing se queremos cortar gastos ou investir em um futuro melhor!

maxresdefault-600x300+1

Definir os pontos acima são muito importante pois tenha a certeza de que no meio dessa grande bagunça política, tem inúmeros clientes em diversos setores que precisam de alguma coisa ou algo para comprar e/ou investir, e quem sabe se esse algo não possa ser um serviço ou um produto seu ou até mesmo uma nova ideia ou novos conceitos… E como você pode saber isso? INVESTINDO de forma inteligente em seus negócios e ou empresa!

post-0013

Também é importante verificar como estão seus negócios e procurar de forma estrategicamente inteligente de canalizar suas finanças a um investimento que de médio a longo prazo, lhe dará um retorno gradativamente justificável e que poderá manter por um bom tempo. Veja essa informação abaixo, de acordo com fontes verdadeiras:

RetratosDaSociedadeBrasileira_24_CriseeconomicaI_Mercadodetrabalho_grafico

Logo, você pode pensar de duas maneiras: Ou você é a pessoa que trabalha em uma grande empresa (funcionário) e procura melhorar sua renda OU se você é um empreendedor e este funcionário deve estar procurando meios de investir em algo ou alguma coisa, que de repente, possa ser algo ou alguma coisa que você venda ou preste serviço.

Quer uma EXCELENTE DICA para ambas as situações???

4-razoes-para-jamais-cortar-seu-investimento-em-marketing-digital4794
areas-em-alta-e-areas-em-baixa

INVISTA CERTO, invista na Internet! Mas não faça como a maioria que procura investir o mínimo possível para ver faraônicos retornos e muito menos sigas exemplos sem ter colhido informações necessárias para aplicar em seus negócios. Fale com profissionais altamente capacitados para lhe ajudar e assessorar nas melhores Soluções e lhe apresentar as melhores e cabíveis ferramentas web’s para que o conjunto possa lhe trazer grandes resultados dentro de seu contexto comercial.

Mais uma vez deixo aqui uma parte da postagem anterior, que diz:

Que o empresário, seja de pequenas, médias ou grandes organizações, precisam ter em mente é que só o marketing é capaz de alavancar as vendas, valorizar marca, produto e serviço, e dar o retorno do investimento feito. Pense nisso!

Fonte: Corvos Webdesign

5 mitos sobre websites que todo empresário deveria conhecer

06-Atualizar

  1. Todo negócio precisa de um site

Não consigo imaginar o que um boteco, em uma cidade com 10 mil habitantes, faria com um website.

No fim, quem determina se o seu negócio precisa ou não de um site, não somos você e eu. São os seus clientes e a natureza do seu negócio.

  1. Ter um website atrai novos clientes

Seria o mesmo que dizer que ter um número de telefone atrai novos clientes. O número de telefone é a forma de contato. As pessoas ainda precisam conseguir encontrá-lo.

Algumas ações que você pode tomar para tornar o seu website “encontrável” na Internet: produzir e publicar conteúdo gratuito e relevante (como este artigo); participar de grupos e fóruns específicos; interagir em redes sociais; manter campanhas de links patrocinados; anunciar em sites e blogs especializados; …

  1. A aparência do site é o mais importante

Aparência é um diferencial, mas o que mantém o visitante interessado é o conteúdo do website e a necessidade do visitante em adquirir o que a sua empresa tem a oferecer.

  1. Quanto mais ‘diferente’ for o website, melhor

Conversa furada. Em termos de interface homem-computador, quanto mais comum e intuitiva for a navegação do seu site ou a forma do visitante interagir com ele, melhor!

Imagine-se diante de uma porta desprovida de maçaneta comum. Exceto se você quiser muito o que há do outro lado, quanto tempo perderia tentando aprender a abrir a porta?

  1. Você pode investir pouco, em um site, e obter ótimos resultados

Besteira! Quando foi a última vez que isso aconteceu com você ao adquirir qualquer tipo de produto ou contratar qualquer tipo de serviço?

Você precisa escolher se investirá tempo (“economizando” dinheiro), se investirá dinheiro (economizando tempo) ou se investirá ambos.

Enfim, não há como não investir nada e esperar algum resultado ou investir pouco e esperar resultados extraordinários. Não se deixe enganar. Fica uma dica, solicite uma WebConsulting (Consultoria web) da Corvos Webdesign e saiba em que, e no que deves realmente investir na web.

4 inseguranças que impedem você de se tornar um empreendedor

Muitos profissionais sentem-se inseguros quando o assunto é investir em um negócio temendo possíveis falhas. Geralmente, o medo de arriscar é muito comum no mercado de trabalho, sobretudo no empresarial. Esse medo é natural e pode até mesmo servir como uma proteção. Entretanto, ele pode diminuir a coragem do indivíduo, dificultando o alcance das suas principais metas.

empreendedorismo-novo-negocio-duvidas-1407856704053_615x300

Se esse é o seu caso, confira a seguir 4 inseguranças bastante comuns ao iniciar um negócio e veja como superá-las:

1Medo de falhar
Um dos principais medos na hora de empreender é o de falhar. Trata-se de uma insegurança muito comum entre os profissionais. Como vencê-lo? Lembre-se: não existe um negócio que não envolva riscos. Ao invés de se concentrar nas possíveis falhas, mantenha o foco no sucesso que você possivelmente obterá e enxergue os erros como uma oportunidade para o seu próprio aprendizado.

2 Medo das opiniões alheias
Muitos profissionais que desejam empreender temem em serem criticados no caso de não terem sucesso, prejudicando a sua reputação no mercado de trabalho. Isso gera uma profunda insegurança, que pode atrapalhar bastante. Como vencê-lo? Mantenha o foco nos seus objetivos, e não no dos outros: liste a suas principais metas e ignore as críticas negativas, que não contribuam para o seu desenvolvimento. Saiba ouvir as opiniões dos seus colegas e da sua família, mas lembre-se de que a confiança em você mesmo está em primeiro lugar.

3Medo de ser inexperiente
Algumas vezes, a insegurança pode ser gerada pelo medo da falta de experiência profissional. Muitos profissionais podem se perguntar “será que realmente eu tenho a habilidades necessárias para atingir minhas metas?” e, com isso, acabarem nervosos e com medo de arriscar. Como evitá-lo? Procure ter em mente que a melhor maneira de aprender algo novo é fazendo, experimentando. Alguns empresários renomados internacionalmente não tiveram a oportunidade de obterem uma educação formal, e alguns sequer possuem graduação completa. Portanto, não use a sua formação acadêmica como desculpa para não arriscar.

4Medo de ser prejudicado financeiramente
A insegurança financeira é muito comum na hora de investir em um negócio. É necessário ter bastante coragem e confiança para seguir os seus objetivos, o que muitas vezes pode não ser fácil. Como vencê-lo? Evite fazer dívidas que você sente que não conseguirá pagar no futuro. Elabore um plano de negócios e estude-o antes de iniciar o seu investimento. Elaborar relatórios de progresso e de vendas também pode ajudá-lo a mapear a direção do seu empreendimento.

Agora que já sabes, está na hora de arregaçar as mangas, trabalhar duro, investir no que é certo e colher o resultado desejado.

Fonte: UniversiaBrasil

Quinzena da PROMOÇÃO

promojpg

Agora que o Brasil acordou realmente para o Ano de 2016, essa é a hora para quem quer ganhar o mercado largando na frente da concorrência, mas não cometendo os mesmos erros se limitando em desculpas e gastando o tempo em lamentações.

Para quem é Micro, pequeno ou médio Empreendedor, sabe que fazer a diferença no mercado, por mais pequena que seja, será de grande impacto ao final do seu processo, cujo planejado anteriormente, por conta disso, a Equipe da Corvos Webdesign não descansou e foi adiante de sua concorrência, fez nova parceira comercial com a The Wall Comunicação e que proporcionará um algo a mais em nossas prestações de serviços web’s.

desconto.jpg

E para começar, estas próximas semanas estaremos interagindo em cada link que temos, seja através de Website, Redes Sociais à Newsletter… vamos ajudar você em cada “cyber canto” desta internet e nada melhor do que proporcionar Descontos Super Especiais tanto para novos clientes quanto para antigos clientes tradicionais. E não paramos por ai, também iremos agradar cada cliente com um carinho especial feito especialmente para cada um que vir a fechar futuros negócios com a Corvos Webdesign e em breve postaremos nas Redes Sociais os resultados ditos.

Por Tanto, fique experto, assine nossa Newsletter, siga-nos nas Redes Sociais, interaja conosco e tenha excelentes negócios.

O mínimo que você precisa saber para criar um site para sua empresa

banner-web-design

Você já se sentiu frustrado por não ter criado um site para sua empresa ou projeto pessoal? Seu possível consumidor tenta encontrar o site de seu negócio e… nada!

Não ter uma presença própria no meio digital, atualmente, pode inclusive descredibilizar a sua empresa.

É claro que ter uma página no Facebook  ou canal do YouTube  é extremamente relevante, tanto por impulsionar sua presença nas buscas do Google como para reunir a audiência que está presente nas redes sociais, mas não é o suficiente.

Criar um site só seu, além de te dar um porto seguro e uma cara só sua, permite que seu negócio entre de fato no Marketing Digital de resultados, ao permitir a criação de páginas de conversão e de um blog para atrair tráfego orgânico, por exemplo.

Não é preciso, no início, que seu site seja perfeito, ele apenas precisa existir! Vamos mostrar nesse post que não é tão difícil assim tomar os primeiros passos. Por isso, vamos explorar brevemente 4 etapas básicas para que você tenha essas primeiras noções sobre como funciona a criação de um site.

o-que-e-dominio

1. Registro do domínio

O domínio é o nome do seu site, a identidade dele, por este motivo, é necessário que seja escolhido com cautela. Geralmente, o domínio é o nome da sua empresa ou projeto, seguido de uma terminação. As mais populares – e recomendadas – são .com ou .com.br, porém há inúmeros outros sufixos como .net, .edu, .org, .gov, .info, .biz, etc.

É importante ressaltar que quando for criar o seu site é muito mais vantajoso que você compre o domínio ao invés de utilizar plataformas em suas versões gratuitas. Quando você utiliza o nome dessas plataformas no seu domínio, está automaticamente transferindo a autoridade do seu site para elas. Além disso, gera uma aparência não muito profissional ao seu site. Exemplos: seusite.wix.com, seusite.blogspot.com, seusite.hospedagensdesite.ws.

Você pode registrar seu domínio em vários sites de hospedagem, mas particularmente aconselhamos você a usar s excelentes planos da Central 1 Soluções Web. Os valores variam de acordo com a terminação escolhida (.br costuma ser um pouqinho mais caro), com o plano, etc.

783395.png

2. Hospedagem

A Hospedagem é o serviço de armazenamento que faz com que o seu site fique disponível para quem queira visitá-lo. As empresas que prestam esse serviço apresentam vários planos, desde alguns mais simples (e mais baratos), até outros com opções personalizadas.

Você pode optar por registrar o seu domínio e hospedar o seu site com a mesma empresa, o que geralmente sai mais barato.

Há vários planos de hospedagens. As mais populares são:

  • Hospedagem Compartilhada: Na hospedagem compartilhada, um mesmo servidor pode abrigar centenas de sites. Sendo assim, cada site dentro do servidor possui uma determinada cota de memória, espaço em disco, etc. Isso significa que o site terá um desempenho menor, quando comparado à hospedagem dedicada. Ao mesmo tempo, o custo da hospedagem também será inferior.
  • Hospedagem Dedicada: Enquanto na hospedagem compartilhada o servidor é utilizado por diversos sites, na dedicada o seu site terá o servidor inteiramente disponível. A hospedagem dedicada possui um custo mais elevado, entretanto oferece maior segurança para os sites que possuem um alto número de acessos simultâneos.
  • VPS: É a sigla para Virtual Private Server, ou seja, Servidor Virtual Privado. Neste tipo de hospedagem, os usuários compartilham um servidor, mas cada servidor privado fica isolado do “servidor ao lado”, o que afeta menos o desempenho do site.

O ideal é você consultar as funcionalidades de cada um de acordo com o servidor que você está contratando para saber qual vale mais a pena para seu negócio.

wpid-navegabem_puzzle.jpg

3. Construtor de sites

Após ter contratado o serviço de hospedagem, é necessário começar a construir seu site. Um bom construtor de sites para projetos iniciais será aquele que dispensará profundos conhecimentos de HTML e que também te dará facilidade para criar o template. Porém, para não cometer os mesmos erros que muitos cometem e arrependimentos futuros, aconselhamos a fazer com profissionais que trabalha com este tipo de serviço sempre solicitando orçamento do que desejares fazer, pois um profissional pode oferecer todas as ferramentas e soluções web’s, além de mais opções de aplicativos para otimizar seu site e contribuir com sua experiência.

Mas caso você ainda precise de algo ainda mais simplificado, você pode estar contratando os excelentes serviços da Corvos Webdesign e ter o melhor atendimento profissional no ramo web, onde nós também oferecemos Ferramentas web para você, sua empresa e seu negócio.

6769131-seven-technology-internet-business-websites-are-standing-upright-with-a-reflection-there-is-one-big-

4. Templates {Layouts}

Para criar seu site o ideal é sempre escolher um template responsivo – o que não é mais uma tendência e sim uma realidade do Marketing Digital atual. Templates responsivos são aqueles que se adaptam à tela do navegador que está sendo usado para abrir o site. Por exemplo, se você abre no celular um mesmo site que havia aberto no computador e o texto se adapta à tela menor, este é um template responsivo. Você pode fazer esse teste ao mudar o tamanho no próprio navegador: se os textos e imagens se adaptarem, você estará trabalhando com um template responsivo.

Você pode escolher templates responsivos na Corvos Webdesign, solicitando um orçamento de quanto você precisará investir e tudo dependerá do que você deseja em relação a aparência do site.

Conclusão

Agora que você já sabe como fazer um site, não há mais desculpas para não estar presente no meio digital! Lembre-se, são quatro passos básicos: registrar um domínio, escolher um serviço de hospedagem deste domínio, optar por um construtor de sites e/ou profissional na área web e escolher um template – de preferência, responsivo.

Procure manter em mente que o seu site deve ter a cara do seu negócio ou projeto – desde o domínio escolhido até o layout das páginas.

Mesmo que, em um primeiro momento, o site não fique exatamente como você está imaginando, você pode fazer alguns ajustes ao longo do tempo para personalizá-lo. O que realmente importa para dar os passos iniciais em Marketing Digital é que sua marca esteja presente e que possa ser encontrada virtualmente.

#FICA A DICA

Entre em contato com a Corvos Webdesign através de seu website solicite estes e outros serviços e ferramentas web’s para alavancar os seus negócios!

Porque É Importante Ter Um Domínio Próprio

o-que-e-dominio

O que é Domínio?

Domínio é seu nome ou sua marca na internet, ter um domínio é o mesmo que ter um endereço de sua empresa, mas esse endereço é virtual tornando sua empresa disponível no mundo inteiro 24 horas por dia, todos os dias do ano.

Para imprimir credibilidade de sua empresa aos seus clientes, tenha em seu cartão de visitas um email com o seu próprio domínio. Pois é mais profissional que sua empresa possua um email como email@suaempresa.com.br, isto imprime credibilidade em seu negócio.

O nome de um site não é algo tão importante assim, é? Para ser franco, é muito importante. O domínio do seu site é a sua principal identidade, é a única parte dele que permite a todo mundo identificá-lo instantaneamente. Se você está investindo tempo (e dinheiro) para criar um site, veja aqui porque vale muito à pena fazer esse pequeno investimento e adquirir um domínio próprio:

É Fácil de Ser Feito

Adquirir um domínio próprio com a Corvos Webdesign é extremamente fácil; basta entrar em contato com a gente, você escolhe o plano de hospedagem, o nome do domino personalizado de sua escolha e adquira-o  por um ano. Este domínio estará automaticamente configurado e conectado ao seu site – ou seja, em poucos minutos você tem um site publicado e com a sua cara.

É Bom Para a Sua Imagem

Ter um site online com um URL genérico não ajuda na sua aparência online. Usar um domínio personalizado ajuda a melhorar a sua imagem e a passar credibilidade para os visitantes do seu site, fazendo você parecer muito mais profissional. Ele vai ajudar a trazer clientes para a sua loja virtual, irá despertar o interesse de agentes sobre a sua carreira musical e facilitará o trabalho de quem contratar você para tirar as fotos de um casamento. Se você quer aumentar a credibilidade do seu site, usar um domínio pessoal é o primeiro passo a ser dado.

Porque-É-Importante-Ter-Um-Domínio-Próprio-4

Aumenta Sua Visibilidade na Internet

Isso fará com que seja mais fácil para os seus clientes ou visitantes encontrá-los online, pois possuir seu próprio domínio é crucial para o SEO, já que o seu ranking do Google e os links para o seu site são todos ligados à ele. Sem falar que é mais fácil de lembrarmos de um endereço personalizado do que de um URL longo e bem específico. Nem todo mundo está ciente disso, mas num site bem planejado, a maior parte do seu tráfego vem das ferramentas de busca, o que faz que o trabalho de SEO – e o domínio próprio -, sejam ainda mais importantes.

Ele Unifica Sua Marca

Ter um URL personalizado com nome da sua marca ajuda a evitar uma desconexão entre os dois na mente de seus clientes. Ele indica ao visitante que ele está no lugar certo, que esta página pertence, sim, à marca que ele estava procurando e passa mais tranquilidade à todos, especialmente se estivermos falando de um site comercial ou loja online. No final das contas é extremamente difícil, quando não impossível, ter sucesso com um site profissional sem usar um domínio próprio, especialmente à longo prazo.

As Pessoas Esperam Isso

Como já vimos aqui, ter um domínio personalizado é algo incrivelmente simples de se fazer. Tanto que, nos dias de hoje, a maioria dos consumidores espera que o seu site eCommerce ou portfólio pessoal tenha um domínio próprio, e é com isso em mente que eles irão procurar por você na web.

Agora que você já sabe da importância de um domínio próprio, vá em frente e veja como escolher um domínio para o seu site e aproveite todas essas vantagens hoje mesmo, basta entrar em contato com a Corvos Webdesign em www.corvoswebdesign.com.br e se informar.

fonte: wix

 

As Melhores Dicas para Fazer um Blog de Sucesso

Hoje em dia está na moda ser “blogueiro ou blogueira”, mas a verdade é que ter sucesso e começar a ganhar dinheiro com blog depende de uma série de passos iniciais organizados. Ser reconhecido e ganhar dinheiro com suas publicações é o sonho de qualquer pessoa que deseja ingressar nesse universo da blogosfera. empreendedorismonaweb Porém, hoje temos mais de 150 milhões de blogs ativos na web, já dá pra imaginar que não é nada fácil se destacar da concorrência.

Para ter sucesso nessa área é necessário publicar conteúdo de relevância para o seu público-alvo, o que chamamos de marketing de conteúdo. Abaixo vou descrever os 10 Dicas de como fazer um blog de sucesso passo a passo para você começar a empreender nessa área e criar um blog de sucesso.

como fazer um blog de sucesso passo a passo 

1 – Que Tipo de Blog eu Quero Fazer?

Antes de escolher um tema faça uma listinha respondendo as seguintes perguntas: O que você gosta de fazer? Sobre o que você quer falar? Qual sua paixão? Qual o seu conhecimento em determinada área? Isso lhe ajudará a definir o tema para o seu blog. As áreas que estão mais em alta no momento são moda, maquiagem, beleza/estética, turismo… Mas pense principalmente em alguma área que você possa ser privilegiado em relação ao seu domínio de conteúdo. O “conteúdo é rei” no mercado de blogosfera então se diferencie de seus concorrentes publicando algo de valor para sua audiência.

2 – Seu Nome na Blogosfera

Em primeiro lugar, o nome deve ser relacionado com o assunto do blog. Ele tem que ser simples, de fácil lembrança, escrita simples pois assim será melhor encontrado nos motores de busca e redes sociais. O ideal é que o nome do seu blog seja o mesmo do seu domínio, ou pelo menos faça parte como palavra-chave.

Exemplo: nome do blog: Viajar Barato

domínios: www.ViajarBarato.com   ou www.ComoViajarBarato.com 

3 – Qual Plataforma Usar?

Existem algumas plataformas de blog no mercado, as mais utilizadas são:

a) Blogger ou Blogspot: ele permite a hospedagem gratuita nos servidores do Google e tem uma interface bem intuitiva. Com ele é possível construir um blog simples até um mais elaborado personalizando o template conforme a sua necessidade.

b) WordPress: ele tem duas versões, a gratuita e a paga. Na gratuita, (wordpress.com) não é possível fazer configurações especiais de layout. A versão paga (wordpress.org) é mais flexível e profissional, mas você terá que arcar com domínio e hospedagem. Com essa plataforma é possível instalar plugins especiais, temas específicos e tornar o blog cada vez mais profissional.

3) Tumblr: é um sistema que permite aos usuários compartilhar vídeos, links, imagens, áudios e criar uma rede de seguidos e seguidores. O Tumblr tem se tornado popular porque você pode ligar as suas redes sociais com o blog.

4- Registrar ou não registrar um domínio?

Quando você se registrar em uma dessas plataformas você terá uma extensão de domínio como por exemplo ( www.seunome.wordpress.com  ). Caso você queira um domínio próprio ( recomendado) será necessário fazer um registro e pagar um valor anual por esse domínio. Esses valores variam, mas fica em torno de R$ 35,00 por ano, o site da Central 1 (Parceiro da Corvos Webdesign) para o primeiro registro você consegue comprar em promoção.

Depois de registrar esse domínio você vai precisar de uma hospedagem para o seu blog, eu utilizo e recomendo o da Central 1, com planos personalizados, eles tem um ótimo suporte pra auxiliar.

5- Como Montar a estrutura do Blog?

As seguintes seções e ferramentas podem ser muito úteis para a organização do seu blog:

Logotipo: é a identidade do seu blog, ajuda a chamar a atenção dos leitores.

Categorias: as categorias são utilizadas para organizar as suas ideias em assuntos específicos, uma maneira mais simples do leitor se guiar dentro do blog.

Sobre o blog: criar uma página de identificação do autor do blog é importante, com uma breve apresentação para o leitor se “sentir em casa” dentro do seu blog.

Página de Contato: uma página de contato é muito importante, será por ela que o leitor tirará suas dúvidas e você receberá essa notificação através do seu e-mail.

Busca e Arquivos: a busca é muito importante para o leitor não ficar rolando as páginas em busca de um artigo com assunto específico. O arquivo serve para posts mais antigos serem encontrados.

Feed Burner: essa ferramenta é muito importante, pois ela será responsável por trazer os seus visitantes de volta ao blog. Sempre que houver um novo conteúdo ele será notificado por e-mail. Coloque a caixa bem no topo da Sidebar.

Ícones das Redes Sociais: Deixe bem visível no topo da Sidebar para que os leitores acessem suas redes sociais, se cadastrem.

6 – O Poder da Imagem

Uma Imagem Vale Mais do Que Mil Palavras” quem nunca ouviu essa célebre frase?

Sendo a mais pura verdade devemos caprichar nas imagens que usaremos no blog. Existem muitos softwares bons e gratuitos para a edição de imagens tais como: Pinckmoney, Photoscape (recomendo), GIMP, Photofiltre, Photoshop Online, Canva (esse eu uso e recomendo é muito bom www.canva.com  ). Nunca poste uma imagem copiada de alguém. Você pode fazer uma busca no google ( eu costumo fazer a busca em inglês) por imagens sobre o assunto desejado. Quando for mostrado o resultado, do canto direito da tela vai ter um globinho ( clique para ocultar as imagens privadas), assim aparecerão somente imagens liberadas para o uso, depois de fazer isso eu ainda uso esses programas mencionados acima para modifcá-las.

7 – Utilizando as Redes Sociais

 Como Fazer um Blog de Sucesso Passo a Passo 

Se o seu objetivo com o blog é ganhar dinheiro você terá que gerar uma grande audiência no seu nicho. Nada melhor que fazer parte de todas as redes sociais de grande relevância como Facebook, Instagram, Twitter, Whatssap, Pinterest, Google Plus, Youtube (sim, é uma rede social, a maior delas)…

8 – Últimos Ajustes

Antes de colocar o seu blog no ar, são necessários ter alguns posts já prontos para seguir uma periodicidade, uns 8 no mínimo (pode não estar todos no blog mas já escritos para ir publicando). O ideal é alimentar o blog com conteúdo 1 ou 2 vezes na semana. Muito importante se cadastrar no Google Analytics para acompanhar o que as pessoas estão buscando no seu blog. Monitore os e-mails do Feed Burner.

9 – Como Ganhar Dinheiro com Blog

 Como Fazer um Blog de Sucesso Passo a Passo 

Essa parte é a mais interessante. Como vamos monetizar nosso blog. Existem várias formas de ganhar dinheiro com blog. Você pode oferecer a venda de um serviço, uma consultoria, venda de produtos ou infoprodutos, se associar ao Google no Adsense, vender espaços publicitários no blog caso você tenha muitos acessos mensais.

10 – Dica Ouro

Se você seguir esse passo a passo descrito acima e fazer um bom planejamento com certeza terá bons resultados. Mas aí começam as dúvidas: como montar um blog de forma profissional? Qual template usar? Quais os plugins necessários para o bom funcionamento do blog? Qual a melhor plataforma?

Bom, de cara posso te dizer que a MELHOR plataforma é o WORDPRESS!!! Para mais informações, entre em contato com a Corvos Webdesign

Fonte : empreendedorismonaweb

Como Conseguir Mais Assinantes Para Sua Mailing List

As newsletters são não apenas um dos mais antigos métodos de marketing on-line, são definitivamente um dos mais eficazes também. O contato direto e pessoal que tem lugar na própria caixa de entrada dos assinantes pode ser muito convincente, especialmente se seus e-mails destacarem conteúdos relevantes e valiosos para o seu público-alvo.

A maioria dos novatos no envio de newsletter legitimamente investem seus esforços na produção de e-mails de alta qualidade, mas eles negligenciam o outro aspecto crítico na administração de uma mailing list de sucesso – o aumento da taxa de assinantes para expandir seu alcance de marketing.

Conseguir mais e mais pessoas para se inscrever em sua lista de e-mails não é uma tarefa simples. Ainda assim, existem medidas práticas claras que você pode tomar que irão certamente fazer a diferença.

Como Conseguir Mais Assinantes Para Sua Mailing List

Permita que a inscrição seja simples

O processo de inscrição tem que ser o mais simples possível. Você deve incluir uma opção de cadastro em um lugar de destaque em seu site – ou na própria homepage, ou através da criação de uma página designada que é acessível diretamente a partir do menu de navegação.

Em seu site, você pode usar o recurso Get Subscribers para criar facilmente um formulário de inscrição atraente. Os formulários de inscrição que você criar com esta ferramenta são projetados para simplificar ao máximo o cadastro para seus assinantes.

Crie Newsletters Compartilháveis

Se suas newsletters oferecem um ótimo conteúdo com informações valiosas, seus assinantes estarão mais propensos a compartilhá-los com seus próprios contatos. Dessa forma, eles o ajudarão a expandir seu alcance a novos públicos e expor seus boletins informativos para outros assinantes em potencial.

Lembre-se, um grande conteúdo não para no texto escrito. Os seus boletins devem ser projetados para deixar uma boa impressão. Felizmente, nós podemos ajudá-lo com isso também. O MailChimp é uma ferramenta de newsletter que lhe permite criar e distribuir belos e poderosos boletins informativos. De forma semelhante ao editor, com ShoutOut você tem uma seleção de modelos de newsletter deslumbrantes para escolher, que você pode personalizar com apenas alguns cliques.

Promova Sua Mailing List

Quer garantir que as pessoas saibam sobre o seu mailing list impressionante? Diga-lhes sobre isso! Use seus perfis de redes sociais (profissionais e pessoais) para incentivar as pessoas a se inscrever, e dê a eles um sabor extra adicionando um link para um boletim recente.

Você pode adicionar uma linha breve em sua assinatura com uma “Call to Action” (Chamada para Ação), como “Junte-se à nossa lista de e-mails!”. E, claro, não se esqueça de adicionar o link para o formulário de inscrição. Lembre-se que nós queremos manter o processo de inscrição o mais simples e rápido possível.

Colete Informações de Contato em Eventos Ao Vivo

Se você interagir com seu público-alvo em eventos especiais, não deixe de vir pronto com um formulário de cadastro, uma caneta e uma prancheta. O mantenha na entrada do evento ou passe-o de mãos em mãos para recolher contatos. Pode soar como um método arcaico, mas ainda é bastante eficaz.

Adicione Benefícios Para Suas Newsletters

Dê a seus assinantes a sensação de que por se inscrever para o seu mailing list eles estão entrando para um exclusivo clube VIP e, assim, terão direito a benefícios especiais. Esses benefícios podem vir na forma de informações adicionais, códigos de desconto, convites para eventos, participação em sorteios, etc. Não se esqueça de mencionar essas regalias quando você apelar para potenciais assinantes.

Como Conseguir Mais Assinantes Para Sua Mailing List

Quer conquistar a sua lista de contatos? Acesse agora mesmo o website da Corvos Webdesign para saber mais sobre esse serviço web ou entre em contato com a Equipe Profissional da Corvos Webdesign descubra o que esta ferramenta pode fazer por você e pelos seus negócios!.

Tem um novo negócio? Materiais De Marketing Que Cabem no Seu Bolso!

Trabalhar como seu próprio chefe tem muitas vantagens – controlar sua agenda, seguir sua própria visão, escolher de onde trabalhar e muito mais. Não admira que muitos profissionais de vários setores estão dando este grande passo e se tornando freelancers.

No entanto, com grande poder vem grande responsabilidade. Atingir o sucesso como um freelancer requer marketing ativo e um poderoso portfólio online. E como você sabe, recursos de marketing e branding não crescem em árvores. Como freelancer, você tem o desafio de, ao mesmo tempo, estabelecer o seu negócio como uma empresa séria e profissional e, fazer o seu melhor para minimizar as despesas.

Primeiros Materiais De Marketing do Seu Negócio_01

Mas não se assuste, o Blog da Corvos Webdesign está aqui para te dar a mão e várias dicas de como preparar o seu primeiro kit de marketing profissional e sem gastar muito.

Tenha uma Logo Profissional

A sua logo é a âncora da sua marca. Deve retratar, em um visual simples, a essência do seu negócio. Seu logotipo aparece em quase todos os materiais no seu kit de marketing, então você precisa se certificar de que ele se comporta visualmente bem em diferentes tamanhos e em diferentes canais de mídia.

Tenha uma logo

Construa o seu Portfolio Online

Uma das ferramentas de marketing mais importantes que você terá é um portfolio online onde mostrará os seus pontos fortes, suas habilidades e seus projetos anteriores já concluídos. Você pode facilmente poupar toneladas de dinheiro criando seu próprio portfolio online usando Wix. Existem dezenas de templates fantásticos gratuitos para você escolher e personalizar, deixando o mesmo com a cara do seu negócio.

Imprima Cartões de Visita

Algumas pessoas irão argumentar que os cartões de visita estão se tornando obsoletos. Enquanto eles definitivamente não são tão poderosos como eles costumavam ser, cartões de visita ainda são muito útil quando conhecendo novas pessoas. Cabe a você realmente sair e se apresentar pessoalmente a potenciais clientes e parceiros. Se você atender a workshops, encontros, conferências e outros eventos de networking, você vai ver o quão relevante cartões de visita ainda são. Outro ponto positivo é que cartões de visita podem ser bem acessíveis.

Imprima Cartões de Visita

Tenha Seu Currículo Atualizado

Seu portfolio online certamente deve ter uma versão web do seu CV nele, mas é muito importante também, manter uma versão PDF do seu CV e atualizá-lo com frequência. Se você quiser que o seu CV deixe uma impressão poderosa, é recomendável que você que o mesmo tenha um design personalizado e mais interessante. Não deve ser muito elegante ou pomposo. Mantenha-o simples, sutil e elegante.

Tenha Seu Currículo Atualizado

Tire Proveito do Que o LinkedIn Tem a Oferecer

LinkedIn ainda é a maior rede social em grande parte livre para networking profissional. É como um inteligente cartão de visita on-line que também permite interagir com potenciais clientes ou parceiros. Chegando no LinkedIn não é grande coisa, mas usá-lo com sabedoria para promover o seu negócio requer algum pensamento e planejamento. Por exemplo:

  • Em sua descrição pessoal, ser cativante e conciso. Tente dizer mais com menos e descrever sua visão profissional de uma forma clara e atrativa.
  • Certifique-se de se conectar com pessoas que podem atestar você e seu trabalho, e que possam escrever recomendações sobre você.
  • Quando conectar com novas pessoas, use um tom profissional e simpático. Evite fazer um marketing agressivo de sua pessoa, seja genuíno.
  • Não basta apenas criar um perfil. Você deve mantê-lo ativo com novos posts, fotos e atualizar suas habilidades e experiências profissionais quando necessário.
  • Tente interagir com outros usuários do LinkedIn participando de grupos, comentando em conteúdos, recomendando seus contatos e compartilhando posts.

Tire Proveito do Que o LinkedIn Tem a Oferecer

Pronto para levar seu negócio online? Fale com a Corvos Webdesign agora mesmo e conheça o trabalho de verdadeiros profissionais que irão ajudar você a escolher as melhores soluções e ferramentas web´s para seu negócio.

Fonte: Wix

Como Aumentar a Audiência de seu Blog?

Nos dias de hoje, os blogs se tornaram uma forma popular para obter informações e dicas sobre todo e qualquer assunto. E agora que qualquer pessoa pode facilmente criar seu próprio site e blog, muitas pessoas têm tomado coragem e criado seus próprios blogs. Colocar os seus conhecimentos e dicas em um artigo de blog é bastante fácil, mas como você traz leitores para o seu blog quando há tanta concorrência?

De um blogueiro para outro, sabemos o quão difícil pode ser a crescer um público para o conteúdo do seu blog. E enquanto aumentar esse público pode não parecer simples, é totalmente possível com a fórmula certa.

Aqui está a forma de trazer os leitores para o seu blog, e mantê-los:

Como Aumentar a Audiência de seu Blog

Afine o SEO do Seu Site

Pode não ser o assunto mais interessante, mas quando se trata de obter tráfego para o seu blog, Search Engine Optimization desempenha um papel enorme. SEO depende de uma série de fatores, mas a coisa mais importante a lembrar é que SEO não é algo que você pode simplesmente definir e esquecer. SEO tem vida e é dinâmico. As táticas que você está usando hoje podem muito bem ser ultrapassadas em menos de um mês. Uma boa prática para se certificar de que você está no topo do seu jogo SEO é seguir blogs informativos (como este, por exemplo) que irá mantê-lo em dia em todas as atualizações importantes que você precisa saber sobre o assunto.

Compartilhe seus Artigos nas Redes Sociais

As redes sociais são exatamente onde seus posts pertencem. Mais e mais pessoas estão buscando informações em suas redes sociais favoritas, como notícias, tendências, fofocas e informações úteis, informações como as que você tem em seu blog! Esta dica pode não ser surpreendente, mas o que é surpreendente é a forma como muitas vezes as pessoas esquecem de compartilhar seus novos posts em seus canais sociais. Felizmente, a partilha de seus posts no Facebook e Twitter (ambos grandes plataformas para mostrar seu conteúdo do blog) é super fácil.

Escreva Títulos Irresistíveis

Se você estiver escrevendo um ótimo conteúdo em seu blog, você está quase lá. No entanto, se os títulos de seus posts não seduzirem, o seu conteúdo não vai conseguir metade da quantidade de olhos que deveria. Então, como criar um título que chama a atenção e recebe os cliques? Mostrando para seus leitores o benefício do artigo para eles. Tome um momento para pensar sobre o que faz com que você clicar.

Mostrar (não contar) aos seus leitores o que eles receberão ao ler o seu post é uma ótima maneira de angariar interesse e levá-los a clicar. Conselho: não faça falsa propaganda. Se você prometer dicas ou informações de qualidade sobre um assunto apenas para obter os cliques, as pessoas não terão o prazer de encontrar o conteúdo que não corresponde ao título. Se você quiser crescer o seu número de leitores você terá que entregar o prometido – desde o título até a sentença final.

Escreva Títulos Irresistíveis

Blogueiros Convidados

Este é uma via de mão dupla, e traz benefícios para todos. Se você é um especialista em um determinado assunto, você pode oferecer sua experiência para um outro blog que poderia usar suas dicas e sugestões. Se os seus leitores gostariam de receber informações e dicas sobre algo diferente do que você normalmente escreve, pode ser uma boa ideia receber um blogueiro convidado em seu próprio site. É tudo sobre a localização de conteúdo que irá cumprimentar o seu próprio, e vai entrar em ressonância com o seu público. Não só os seus leitores irão apreciar o conteúdo fresco, mas como também o blogueiro convidado irá promovê-lo e trazer novos leitores.

Aproveite o Poder do RSS Feed

Se você já estiver usando um feed RSS, isso é ótimo! Se não, você vai querer adicionar um para o seu blog o mais rápido possível. Um feed RSS permite que seus leitores assinem o seu blog, e os envia uma atualização cada vez que você publicar algo novo. Se pessoas gostam do seu conteúdo, verão este recurso como um bônus, e você verá como será fácil de implementar e como esta grande ferramenta trará ótimos resultados para você.

Aproveite o Poder do RSS Feed

Use E-mail Marketing para o Seu Blog

E-mail marketing continua a ser uma das maneiras mais eficazes de se comunicar com seus leitores. Se você não tiver tentado isso, você definitivamente deve adicionar o app Get Subscribers para o seu site e seu blog. Ele permite que você construa a sua mailing list para que você possa facilmente enviar a seus assinantes belas newsletters cada vez que você tiver um novo post para compartilhar.

Fonte: Wix

Medo do Google Analytics? {5} Dicas Fáceis Para os Novatos

gogleanalitic

Criar um site impressionante é algo que o Corvos Webdesign pode te ajudar facilmente. Mas há muito mais do que beleza quando se trata de ter a certeza que sua presença online está funcionando para o que você precisa. Esmiuçar um monte de dados pode parecer muito assustador, mas não precisa ser! Graças a ferramentas

extremamente úteis como o Google Analytics   não há mais necessidade de ficar fazendo jogos de adivinhação. Com apenas alguns cliques e com os apps certos e muito úteis você pode saber a verdade nua e crua sobre o que funciona e o que não funciona em seu site.

Antes de avaliar todos os seus dados, você precisa estabelecer os objetivos específicos para seu site. Qual o seu objetivo? Ter um grande número de leitores, vender seus produtos, que os visitantes escutem sua música ou vejam suas fotos? Dependendo do que você quer alcançar, é possível escolher indicadores diferentes e estabelecer valores diversos.

A seguir, alguns exemplos simples de estatísticas que você pode conferir quando estiver investigando o desempenho do seu site.

Medo do Google Analytics

Origens do Tráfego

Antes de você sequer começar a pensar em melhorar seu site, você precisa ter a certeza de que as pessoas o visitam. Recomendamos começar por ver a origem do tráfego em seu site. Assim você vai saber onde se encontram os seus atuais visitantes e isso pode ajudar a decidir onde você deve focar sua estratégia de marketing para poder atrair mais visitantes no futuro.

As três principais categorias da origem do tráfego são:

Direto: visitantes que digitaram a URL exata do seu site na barra de endereços.
Referência: visitantes que chegaram em seu site através de um link em outro site ou via as redes sociais.
Motores de Busca: visitantes que procuravam algo no Google, Yahoo, Bing, etc. e obtiveram o seu site como uma das opções apresentadas. Nesta seção você pode investigar tanto o tráfego orgânico como o tráfego pago.

Medo do Google Analytics1

Ao analisar estas informações, você precisa prestar muita atenção em algumas estatísticas-chave. O seu conteúdo e suas palavras-chave são suficientemente fortes (ou seja, seu SEO está sob controle)? Você recebe alguma referência ou então seu site está sendo compartilhado em algum outro local online? A sua URL é fácil o suficiente para as pessoas memorizarem e digitarem diretamente na barra de endereços? Isto é apenas a ponta do iceberg. Se você realmente quer ter informações mais aprofundadas, você pode instalar alguns apps como o SEO Analyzer para aumentar o tráfego do seu site e espiar a concorrência.

Medo do Google Analytics1_2

Visitas

Pense a respeito do seu site exatamente como pensaria sobre uma loja física. A sua página inicial é como sua vitrine – esta, está conseguindo atrair mais pessoas para entrarem? E uma vez que entraram, para onde elas se dirigem? Observação: é importante não só monitorar quantas pessoas visitam seu site de uma maneira geral, mas também monitorar cada página individualmente.

Resumindo – conseguir um número grande de visitas em seu site está diretamente relacionado à sua estratégia de marketing e ao seu SEO (como mostramos acima). Uma vez que as pessoas estiverem visitando seu site, podemos dar um passo adiante e avaliar quais as páginas que têm maior tráfego e quais têm menos. Estes números vão dar um valioso feedback que você vai poder usar em benefício do seu site. Edite seu site para melhorar as páginas que têm pouca visualização, reproduza o conteúdo das páginas que fazem sucesso e altere o layout para encorajar cliques e mais.

Medo do Google Analytics2

Tempo no Site

Você quer que seus visitantes não só entrem em seu site, mas que fiquem lá por um bom tempo! Isto é uma verdade especialmente para lojas virtuais, blogs e galerias. Na verdade, o número de pessoas é menos importante do que ter uma base sólida de seguidores que curtam o seu trabalho e que provavelmente irão se engajar ou até que mesmo fazer uma compra. Não negligencie este número porque ele é crítico. A pergunta que você precisa se fazer é: quanto tempo os visitantes ficam em cada página e onde é que você os está? Com o Web – Stat você pode até seguir tudo isso em tempo real. Um exemplo pode ser que muitos visitantes chegam até a página do seu site, onde podem escutar sua música, e saem em menos de um minuto. Ao mesmo tempo que isso não é uma boa notícia, é bom saber para poder investigar. Outro exemplo é que talvez não sejam muitas as pessoas que entram em seu blog, mas o tempo médio que ficam nele é de mais de 7 minutos. Isto é um imenso sucesso!

Medo do Google Analytics3

Dados Demográficos

Quem está conferindo seu site? Acredite ou não, a internet sabe de tudo  . Sim, é chocante, sabemos disso. O mais louco de tudo é que você pode saber facilmente e com precisão que tipos de pessoas visitam seu site. Um relatório básico pode incluir a idade, gênero e os interesses. Você pode se aprofundar ainda mais em centenas de informações, como, de onde são as pessoas, que outros sites visitam, o que compram e muito mais. Com estes dados você pode ajustar a estética e o conteúdo ao seu público certo e até aperfeiçoar seu produto.

Medo do Google Analytics4

Conversão

Ao final do dia você quer ver resultados. Se você está investindo pesado em sua estratégia de marketing, estes números são essenciais para evitar ter de fazer adivinhações e assim você poderá monitorar o sucesso de suas campanhas. Desta forma é possível decidir entre manter aquele projeto emocionante de marketing ou cancelá-lo, de acordo com o nível de conversão. Se você ainda não começou a vender, você pode experimentar algumas estratégias com a ajuda do Marketing Automation e testar a eficiência para seu negócio único.

Quando você analisa a taxa de conversão, as principais questões a serem verificadas são, por exemplo, quantos visitantes assinam a sua newsletter ou quantos se encaminham para o carrinho de compras e, realmente, compram seus produtos? Mais ainda, aquele cupom que você distribuiu em Março está trazendo mais clientes do que aqueles que vieram como tráfego orgânico nos meses de Janeiro e Fevereiro? Você pode rastrear a taxa de conversão estabelecendo objetivos no Google Analytics e analisando os relatórios que recebe regularmente.

Medo do Google Analytics5

Lembre-se apenas que verificar esses números não vai fazer seu negócio explodir. Leve seu tempo para estabelecer objetivos alcançáveis e que possam ser analisados e resolva uma coisa por vez.

Pronto para levar seu negócio para o mundo virtual? Então entre agora mesmo em contato com a Corvos Webdesign!

Fonte: Wix

A Atual Trajetória do Web Design: O {Lado} Bom e {Lado} Ruim

Newsletter-Banner-ImprovingB2BCopy

a indústria super dinâmica de web design, as coisas sempre permanecer em movimento. Novos conceitos, técnicas e ferramentas estão constantemente sendo introduzidos no mercado. Mentes originais mantêm a indústria fresca por desafiar normas e apresentar estilos inovadores. Para alguém interessado em web design, marketing e negócios on-line, isso significa estar sempre antenado para as novas tendências.

Como parte de nossa missão de tornar a construção de websites profissionais fácil, a Wix está sempre à procura de novas tendências e estilos em web design. Nós queremos ter certeza de que nossa plataforma oferece a maioria dos designs de ponta e modelos, e que nossos usuários têm tudo o que precisam para criar excelente Website.

Nós decidimos então compartilhar algumas de nossas visões de por onde o web design vem caminhando. Confira a seguir o que consideramos bom e ruim nesta trajetória:

O Bom

Texto gráfico: Prepare-se para ver muito uso criativo de texto com composições de imagens, texturas e padrões. Tipografia tem sido sempre uma parte significativa da web design, mas com a integração dos textos e outros elementos gráficos, a tipografia agora vai ganhar ainda mais importância na aparência geral do site.

Customer-Centric Web Design: A ideia de que web design deveria ser orientada pelas necessidades dos clientes parece auto explicativa, e ainda que só agora está começando a emergir como uma séria consideração no processo de design. Web design centrado no cliente promove designers e proprietários de sites para vislumbrar a viagem dos clientes através de seu site e otimizar o mesmo, a fim de fazer a navegação ainda melhor.

Conteúdo Centrado: um estilo poderoso que se tornará cada vez mais prevalente nos designs das homepages é o conteúdo centrado, o que coloca a mensagem principal da página à direita no centro da tela, cercada por um visual impressionante e uma textura suave que cria um efeito dramático. Este esquema funciona brilhantemente em páginas que deseja enfatizar uma quantidade mínima de conteúdo.

Conteúdo Dividido: Com layouts centrados já prevalecendo nas páginas de conteúdo leve, páginas que contém mais substância também irão receber um “facelift” com layout de conteúdo dividido. Conteúdos partidos dividem a tela em seções, e não caixas de estilo Pinterest. O olhar de cada seção diferente pode, significativamente, variar, não sendo ditada por um único tom estético. Isto dá aos designers um enorme espaço para a criatividade sem ameaçar a clareza das hierarquias de conteúdo.

cw

O Ruim

Rolagem muito longas: Design Mobile e a hegemonia do Facebook fez longas rolagens uma tendência comum em web design. Este tipo de layout de página, certamente, tem uma série de vantagens e gerou muitos sites fantasticamente concebidos. No entanto, estamos descobrindo agora que há algo a ser considerado como demasiado longo. Rolagem desgastante, divisão pouco clara de conteúdo por seção, animações fortes nos efeitos de rolagem – estes são apenas alguns dos riscos na concepção de uma página, sem fim à vista.

Navegação Oculta: Outro elemento que surgiu devido ao sucesso do design móvel é a navegação oculta, que comprime todo o menu em um ícone (também conhecido como o Menu Hamburger) que se expande quando clicado. Isso faz sentido em um dispositivo móvel, onde cada bit de espaço é extremamente valioso, mas a crescente presença de navegação oculta em sites de tamanho completo pode realmente prejudicar a usabilidade do mesmo. Uma regra de ouro em web design é evitar complicações desnecessárias. Escondendo o menu de navegação e adicionando um clique extra na experiência dos visitantes você estará apenas adicionando uma complicação na vida de seus visitantes.

Elementos de Sobreposição: Um texto sobre uma imagem, que é colocado em uma ilustração, que é colocado em uma imagem, que é colocado em um fundo com uma paleta de cores conflitantes – quem poderá dar sentido a todo este caos? Vamos concordar em manter as coisas claras, e uma maneira de fazer isso é evitar sobreposições exageradas.

Site com Página Introdutória: A sociedade está enfrentando um problema sério. Sites estão ganhando muito peso. Em vez de abordar esta questão e tentar reduzir a carga de conteúdo (e, assim, melhorar o tempo de carregamento!), Mais e mais pessoas escolhem para disfarçar o problema, adicionar uma página de introdução para o seu site, onde os visitantes são recebidos enquanto o site gordinho carrega lentamente . O resultado? Em vez de trazer a seus visitantes mais perto, você os afasta, adicionando uma página extra para a sua experiência de visualização. Às vezes é mais fácil simplesmente optar por uma dieta de conteúdo.

Sobrecarga de Aplicativos: É realmente impressionante como os proprietários de sites podem integrar ferramentas e aplicativos de terceiros em seus sites, mas para tudo há um limite. É tentador adicionar mais funcionalidades, é verdade, mas lembre-se que estas ferramentas foram projetadas separadamente por pessoas completamente diferentes. Eles muitas vezes têm estilos totalmente diferentes, e, especialmente se você adicionar vários aplicativos por página, um conflito estético é inevitável.

Com tudo isso, a Corvos Webdesign está aqui para lutar pelo bem estar do mundo do web design e continuar a ajudar ótimos clientes que precisam de nossa experiência profissional para alcançar novos horizontes.

Fonte: Wix.

4 DICAS PARA MIGRAR DO FÍSICO PARA O VIRTUAL

O ano de 2014 foi fantástico para o varejo eletrônico nacional. Segundo dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), os e-commerces faturaram R$ 39,5 bilhões, números que representam um crescimento de 27% em relação a 2013. Foram 57 milhões de consumidores online comprando os mais variados produtos. Moda e acessórios, eletrodomésticos, saúde e beleza, eletrônicos e informática foram as categorias mais procuradas.

0

Por isso, as expectativas para 2015 eram altas: faturamento esperado de R$ 49,8 bilhões, crescimento de 26%, 62 milhões de compradores e o mobile commerce assumindo papel de protagonista e impulsionando ainda mais as vendas online. Até agora, o desempenho do varejo eletrônico brasileiro não tem decepcionado.

O cenário é animador e a quantidade de empresas que ingressam no ambiente digital é enorme. Com a concorrência aumentando, é preciso fazer a migração do ambiente físico para o virtual com cuidado e muito estudo. Por isso, a Corvos Webdesign listou para você, 4 dicas importantes para realizar a transição com sucesso:

1

O seu e-commerce será uma operação completamente diferente e separada da loja física. Por mais que a sua equipe atual seja eficiente, é fundamental treinar e capacitar os funcionários responsáveis pela administração. As vendas online funcionam de maneira distinta e o comportamento do consumidor muda consideravelmente no ambiente digital. Atendimento online e logística merecem atenção redobrada.

2

Essa é uma das partes mais importantes para migrar com sucesso. Defina se a sua empresa terá estoques separados para a loja física e para a loja virtual, ou se ambos serão integrados. Estude bastante a sua logística e defina seu método com cuidado. Independente da escolha feita, jamais deixe de atender a sua demanda.

3

Uma empresa virtual tem inúmeras possibilidades de se comunicar com seus clientes atuais e consumidores em potencial. Email Marketings, Facebook, Instagram, LinkedIn, banners, Youtube… Faça um bom planejamento e invista com inteligência em suas ações de marketing digital. Com certeza, elas vão dar resultado e atrair muitos novos compradores.

4

No e-commerce, é essencial oferecer boas condições de compra para os seus consumidores. Variedade de meios de pagamento e opções de parcelamento flexíveis, por exemplo, são características muito bem vistas por quem compra online. Frete a bons preços, bom fluxo do processo de compra, site com funcionamento simples e segurança também são de grande importância. A Corvos Webdesign oferece tudo isso e muito mais para que a sua loja eletrônica tenha sucesso.

Conheça as vantagens de Se ter uma Loja Virtual

Agora, você já tem uma boa ideia do que precisa fazer para realizar a migração da sua loja física para o ambiente digital com sucesso. Aproveite o crescimento do varejo eletrônico no Brasil e aumente o seu faturamento!

Fonte: Pagseguro

Saiba o que é Deep Web

É o conjunto de conteúdos da internet não acessível diretamente por sites de busca. Isso inclui, por exemplo, documentos hospedados dentro de sites que exigem login e senha. Sua origem e sua proposta original são legítimas. Afinal,nem todo material deve ser acessado por qualquer usuário. O problema é que, longe da vigilância pública, essa enorme área secreta (500 vezes maior que a web comum!) virou uma terra sem lei, repleta de atividades ilegais pavorosas.

deep-web

PERIGOS DAS PROFUNDEZAS

“Internet secreta”é muito utilizada por criminosos

Só para VIPs

Os endereços da Deep Web podem ser bem bizarros, como uma sucessão de letras e números seguida do sufixo .onion, em vez do tradicional .com. Originalmente, sua função é positiva: proteger conteúdos confidenciais, como os de governos, bancos, empresas, forças militares e universidades, acessíveis só com login, por exemplo

Ponto Cego

A Deep Web pode ficar dentro de sites comuns (na forma de arquivos e dados baixáveis) ou escondida em endereços excluídos de propósito dos mecanismos de busca. O Google nem faz ideia do que está lá: ele seria como um barco pesqueiro que só localiza suas presas na “superfície” do mar

Zona de Guerra

Nem pense em se aventurar nesses mares. Eles estão cheios de crackers (hackers com intenções criminais), que adoram “fisgar” usuários descuidados. Como não há filtros de segurança, eles facilmente conseguem, por exemplo, “zumbificar” o computador de um internauta (controlando-o a distância sem que o dono note) e roubar dados

Predadores Abissais

A parte podre tem até nome: Dark Web. Lá se encontra de tudo: lojas virtuais de drogas, pornografia infantil e conexões terroristas para venda de armas. Como tudo fica nas profundezas, não há jeito de governos e a polícia tirarem do ar. É como se os sites tivessem vida própria, sem donos, registros e documentação

Fonte: Mundo Estranho

Como divulgar uma empresa na Internet

image

Como divulgar uma empresa na Internet. Veja algumas dicas sobre como fazer a divulgação de uma empresa na Internet.
Como divulgar uma empresa na Internet

Sabemos que atualmente cada vez mais empresários estão preocupados em saber como divulgar uma empresa na internet e também, que nem sempre encontram uma resposta objetiva para essa pergunta.

Por conta disso, resolvemos criar esse pequeno roteiro para que você possa conhecer a realidade do universo da divulgação online e ter pelo menor uma orientação inicial sobre quais caminhos seguir.

Não temos a pretensão de em um único artigo esclarecer todos os pontos sobre a questão de como divulgar uma empresa na internet, pois como você verá, essa é uma matéria muito mais complexa do que dizem por ai.

Nosso objetivo é deixar a questão da divulgação na Internet o mais clara possível para que você possa se orientar.

Divulgação de empresas na internet é planejamento acima de tudo

Como no mundo físico, o planejamento de marketing é o primeiro passo para quem deseja divulgar uma empresa na Internet de forma eficiente e profissional.

De nada adianta você sair por ai criando ações de marketing online isoladas, se não houver por trás dessas ações uma orientação macro em termos de público-alvo e canais a serem utilizados. Divulgar uma empresa na internet não é isso. Precisamos sempre que possível, criam uma sinergia em marketing digital para potencializar as ações.

O marketing digital tem como pressuposto a integração dos diversos canais para atingir um objetivo único, a exposição de uma marca, produto ou serviço. Portanto, ações isoladas que não possuem um alinhamento macro, perdem sua força e dificilmente trazem resultados que compensam o investimento.

Não é por outro motivo que nosso curso sobre marketing digital começa justamente pelas etapas de planejamento e monitoramento de campanhas online.

O primeiro passo, para a divulgação de uma empresa na internet é determinar e conhecer o seu público-alvo para então estabelecer qual estratégia e quais as ferramentas e canais podem ser utilizados para atingir esse público.

Divulgação online por vezes começa no próprio site

Determinada a estratégia macro para divulgação da sua empresa na internet, é hora de analisar as questões internas. Muitas das vezes a eficácia de uma campanha de marketing online, depende muito mais da estrutura e conteúdo do site em si do que de ações externas.

É o caso, por exemplo, do SEO – Otimização de sites para ferramentas de busca. Sem uma boa estrutura interna, não há qualquer chance do seu site conseguir uma boa colocação nas páginas de respostas do Google, na área de busca orgânica – resultados não pagos.

Até mesmo campanhas de links patrocinados podem não ter um resultado satisfatório se a estrutura interna do site não for a adequada. Um bom projeto de SEO é essencial para o sucesso nessa área.

Criando campanhas de divulgação para sua empresa

Uma vez ajustado seu espaço interno, ai sim é hora de pensar em campanhas de divulgação pela internet, propriamente ditas. A escolha dos canais a serem utilizados depende, obviamente do que foi determinado em sua estratégia macro. Entre as diversas opções para divulgar sua empresa na internet destacamos:

SEO – Otimização de sites para buscadores
Links patrocinados na rede de pesquisa
Links patrocinados na rede de conteúdo
E-mail marketing em suas diversas modalidades
Marketing nas redes sociais
Marketing de conteúdo
Como você pode ver, as opções são muitas e seu custo também variado. Além disso, cada modelo de negócio tem um caminho. Por exemplo, a divulgação de lojas virtuais, obedece um roteiro diferente de um site institucional e outros modelos também.

Diante de um quadro que inicialmente pode parecer confuso, existem duas opções, a capacitação de pessoal interno para desempenhar o papel técnico e acompanhamento dessas ações e a terceirização dessa tarefa.

No caso da opção de desenvolvimento dentro da própria empresa, você tem a vantagem de contar com um profissional de marketing online totalmente alinhado com as questões estratégicas da empresa e profundo conhecimento do mercado em que ela atua.

Posted from WordPress for Android

Comércio eletrônico + redes sociais = comércio social

wpid-unnamed-5.png.png

O comércio eletrônico só tem a ganhar ao se aproximar das redes sociais. Novas oportunidades podem surgir com o relacionamente facilitado pelas ferramentas de interação.

Enquanto muita gente não se preocupa com o conceito das coisas, muitos “sobrinhos” desenvolvedores estão no mercado de trabalho competindo com pequenas e médias agências digitais. Você precisa ter algo a mais do que eles. E é fácil, veja:

Com a ajuda da Wikipédia podemos dizer que:

Rede social é uma das formas de representação dos relacionamentos afetivos ou profissionais dos seres entre si ou entre seus agrupamentos de interesses mútuos. A rede é responsável pelo compartilhamento de ideias entre pessoas que possuem interesses e objetivo em comum e também valores a serem compartilhados. Assim, um grupo de discussão é composto por indivíduos que possuem identidades semelhantes.

O que acontece hoje por parte dos sobrinhos é uma oferta ao cliente de todas as formas disponíveis e gratuitas de redes sociais, independente se a empresa possui o perfil ou se faz uso adequado realmente da ferramenta.

Sim, é verdade que as decisões de compra em tempos de internet são influenciadas não só pelas redes primárias das pessoas (família, amigos, formadores de opinião) como também pelos blogs, sites de comunidade (redes sociais) páginas pessoais e afins.

Mas antes de colocar a cara à tapa as empresas devem desenvolver junto às agências digitais um planejamento estratégico e definir o foco de sua participação nas redes sociais. Existem diversas oportunidades de negócio na web e diversas formas de interação com o usuário, basta analisar qual a melhor opção de interagir com seu cliente.

Tá, mas e aí, o que é o tal de comércio social?

Comércio social é a união de ferramentas de loja virtual (vendas de produtos online) com ferramentas de interação vindas da chamada web 2.0 (blog, fóruns, Twitter, Orkut, Facebook etc.). Existem brasileiros utilizando esse conceito, que na minha opinião é um ótimo modelo de negócio para as empresas e clientes. O exemplo mais popular da web é o Camiseteria. O conteúdo é fornecido, escolhido e comprado pelos usuários participantes da comunidade. Vale a pena conferir o case.

Outro ponto importante no comércio social é que os usuários tornam-se mais seguros para realizar a compra. Muitas pessoas desejam algum contato humano antes de realizar a compra, principalmente para tirar alguma dúvida com relação a frete, especificações do produto, prazo de entrega e outras informações. Ter uma forma de interação neste sentido é fundamental para aumentar as vendas.

Um ponto importante visto através de pesquisas da Nielsen é que o tempo de navegação por pessoa em ambiente residencial no Brasil é mais alto que em outros países por causa do intenso uso de sites sociais.

Dados do mercado

  • Média de navegação por usuário em mídia social – 4h/mês (Comscore)
  • 17% dos internautas criam blogs ou sites (Cetic.Br)
  • 51% dos internautas residenciais lêem blogs (Ibope/NetRatings)
  • 35 milhões de perfis no Twitter (Março de 2009, este número já deve ter aumentado em grande escala, estimativa de 100 milhões de usuários até o final do ano. – Info)
  • 74% dos internautas do Brasil assistem vídeos online (Cetic.Br)
  • O Twitter já permite que aplicativos de terceiros, como Seesmic e BirdFeed, ofereçam recursos de geolocalização aos usuários.(Info)

As agências digitais estão tendo que se preparar melhor e poder vender este novo conceito para seus clientes – para enfrentar o amadorismo elas precisam avançar mais nestes novos conceitos, fornecer um planejamento estratégico e assim criar um plano de comunicação focado no usuário.

A idéia não é vender a qualquer custo, mas criar um relacionamento mais próximo com o usuário, de modo a conhecer mais suas preferências e sua cultura e fornecer então o produto certo na hora certa.

Em função disso, amadurece outra tendência, chamada de CSM (Comércio Social Móvel/Mobile), também baseada em conhecer bem o cliente e acima de tudo estar presente a hora certa e no lugar certo.

Para isso o recado para as empresas é focar mais no cliente, conhecer mais o usuário, personalizar mais o produto e o atendimento – e consequentemente vender mais os produtos e ter uma boa imagem.
[Webinsider]

5 coisas que cada ‘Mobile Design’ deve ter

Parece que está na moda a chamada “web móvel” e que não vai desaparecer tão cedo. E já está na hora que precisamos começar a desenhar websites móveis mais amigáveis. Tanto quanto pensamos design web móvel é muito diferente do projeto em tela cheia web, e isso realmente NÃO É VERDADE. Embora as telas são menores e você pode tocá-los, a maioria dos princípios básicos do projeto ainda se aplicam.

Mas existem algumas considerações que você pode tomar ao projetar para browsers móveis para compensar algumas dessas diferenças um pouco. Tentamos reduzi-los a 5 elementos principais que cada site móvel deve ter:

Navegação significativa

Conteúdo focado

comentários

Marcação clara

Abundância de espaço 

Agora eu sei que há provavelmente mais alguns elementos que todos os móveis devem ter, mas eu sinto que esses 5 elementos são peças importantes que não devem ser ignorados e são coisas que devemos considerar ao projetar nossas versões móveis.

wpid-images-1.jpg.jpeg

Todos os exemplos fornecidos pelo

1 – Navegação em tela Cheia

Ficando de tela em tela em um dispositivo móvel pode realmente ser uma experiência divertida. Para torná-lo agradável e significativa. Simplesmente removendo cliques (ou torneiras) na tela não faz o seu aplicativo móvel mais fácil de usar ou mais significativo. A navegação deve ser sobre o que o usuário precisa fazer e oferece um caminho claro para começá-lo. Um usuário móvel irá tocar uma ou duas vezes mais, se eles sabem onde estão indo eo que eles estão indo para.

Primeiro, certifique-se de sua navegação parece visualmente clicável. Torná-los olhar como botões ou itens de lista ou mesmo verifique se eles têm setas ou “grips” sobre eles para indicar que esta pequena caixa gráfica faz algo mais do que apenas sentar lá. Você não tem a muleta de um estado hover e tags de título para ajudar o usuário, de modo garantir que as coisas parecem que podem ser empurradas.

Rótulos são importantes, certifique-se que eles querem dizer algo para o usuário. Todo mundo sabe que “back” significa, para usá-lo. Se você tem um caminho que requer alguns toques, em vez de rotular o botão de volta com o título da página anterior, basta nomeá-la “de volta”. Manter os rótulos simples e significativa. Além disso, evite juntar todo o material variado você não sabe o que fazer com algum guia ou sobre info. Estes são masmorras potencial que armadilha o usuário. Tenha em mente que menos de navegação não significa fácil, assim que adicionar um botão de navegação extra ou dois para “Meu Perfil” ou “senhas” é melhor do que enterrá-lo na “settings” do porão.

Os ícones são uma ótima maneira simples de comunicar significado. Não que o texto é difícil de ler em um telefone ou leva muito tempo, mas porque representações gráficas criar um melhor equilíbrio visual. Móvel é um ambiente divertido de usar e ícones bem trabalhada pode melhorar a experiência geral do usuário. Além disso, ícones combinado com rótulos claros criar significado ainda mais para o usuário e dar-lhes um caminho de navegação clara.

2 – Conteúdo Focado 

Assim como remover os cliques (torneiras) não torna as coisas realmente mais fáceis ou mais rápidas, simplesmente removendo o conteúdo não faz seu mobile site melhor. Se você remover o conteúdo entre o seu site e seu site para celular, você pode ter a remoção de conteúdo que o usuário pode precisar ou mesmo quer ter. Você precisa se concentrar mais o seu conteúdo – o que irá ajudar tanto o seu site e seu site móvel.

Em vez de remover o conteúdo “não importante”, apenas reoriente ou re-use. Você pode ser capaz de fugir do uso de grandes blocos de texto em uma tela grande e em sua maior parte no visor móvel, mas apenas para tornar a leitura mais fácil para todos, re-use em parágrafos menores, ou mesmo trechos. Além disso, quebrar grandes áreas de texto com outras coisas como citações, linhas ou elementos de design, fazem grandes blocos de texto mais agradáveis. Em vez de excluir grandes pedaços de conteúdo para a visão celular, basta dividi-la em pequenas mordidas.

Considere o uso de elementos visuais para complementar elementos do texto:

  •  Use ícones título ao lado do texto do cabeçalho.
  •  Use elementos gráficos data em vez de apenas listando as datas.
  •  Usar gráficos pequenos informações que reforçam o que está sendo explicado.
  •  Use diferentes text / cabeçalho cores em vez de tamanho da fonte para fazer a distinção.
  •  Use a cor de fundo de luz para definir elementos diferentes de conteúdo.
  •  Use destaques para enfatizar áreas importantes.
  •  Use estofamento e espaço negativo para enfatizar ou separar as áreas de texto.
  •  Use diferentes “visões” para quebrar pedaços grandes de conteúdo para menores.

Seus usuários ainda querem todo o seu conteúdo para dar a eles, apenas torná-lo mais fácil de acesso, quebrando-o e re-aplicá-la com outros mecanismos visuais.

3 – Feedback

Ok, este não é realmente importante apenas para sites web móvel, mas a todos os websites. Feedback dos usuários é enorme e torna-se ainda mais importante para celular porque você não tem muletas navegador para confiar.

Muletas navegador feedback como hover estados e animação realmente não existem em dispositivos móveis de toque. Dispositivos móveis realmente apenas sentar-se lá até que eles são tocados. Proporcionando assim um feedback claro quando algo é tocado, foi tocado ou está activo, é muito importante. Se eu tiver uma exibição de lista de itens eu posso tocar, espero que reagem visualmente da mesma forma que eu iria tocar algo na vida real e tê-lo reagir texturalmente.

Quando eu toco, por exemplo, o botão em uma máquina ATM recebo geralmente duas ou três formas de feedback da máquina: o display visual reagir de alguma forma, o botão pode fazer um pequeno ruído (ou máquina gerada ou apenas uma forma de ruído físico o movimento), e eu vou ser capaz de sentir o botão de metal frio em meus dedos. Isto é como a máquina reconhece-me que eu estou fazendo algo com ele. Na maioria dos dispositivos móveis, que são geralmente dada a uma opções – reação visual.

Considere o uso de mecanismos de feedback visual para comunicar as ações do usuário:

  • Use cores para destacar as áreas que foram selecionados ou ativados.
  • Use fade in e fade out animações como elemento de usuários em um toque e outro.
  • Use cores fronteira sutil e gradientes em botões que reagem ao toque.
  • Use o botão ou diferentes cores de texto para simbolizar mudanças nos estados.
  • Use uma viragem / seta quando voltou queda baixos são selecionados.
  • Use slides ou desaparecer animações entre as vistas para indicar estados mudando.

4 – Branding

Tanto quanto nós gostamos de design pra web incrivelmente fantásticos para que possamos mostrar nosso conhecimento e as habilidades de design, um dos maiores elementos e mais importantes em qualquer projeto é o branding. Não se esqueça do branding. Apesar da falta de imóveis em dispositivos móveis você não pode esquecer que constantemente marca deles – há sempre espaço para um logotipo da empresa.

Há uma abundância de estilo e marca elementos que vão junto com qualquer empresa ou app. Mas os dois principais elementos de design que compõem uma marca clara são o logotipo / wordmark eo esquema de cores que representa a empresa. Para web design móveis, é crucial para se certificar de que estes elementos estão presentes. O posicionamento do logotipo pode ser diferente da versão em tela cheia e pode até mesmo estar presente apenas na tela inicial do aplicativo web. O que torna o esquema de cores realmente importante para levar a marca em todo o app.

Outra coisa pequena, mas importante a considerar é que os navegadores móveis não têm uma barra de título ou na barra de URL no topo que contenham um título do site e favicon. Este pequeno mas importante detalhe permite que navegadores em tela cheia a capacidade de lembrar o usuário onde eles estão e para onde eles foram. A ausência do título e barra de URL em dispositivos móveis tornam a marca do seu projeto mais importante porque o usuário não tem a comodidade de simplesmente olhar para cima e ver onde eles estão.

5 – Muito espaço

Não deixe o pequeno tamanho da tela enganá-lo, você ainda precisa de espaço em branco. Espaço em branco é um elemento chave do projeto em qualquer bom projeto. Em design mobile, espaço em branco se torna ainda mais crítico do que em um desenho em tamanho grande, porque você não tem tanto espaço para lidar com eles. Para seu projeto móvel ser eficaz, útil e de fácil leitura, todos os elementos no design (botões, navegação, ícones, texto, etc) devem ser claramente separados e enquadrados corretamente.

Melhor experiência do usuário não significa que você tem que limitar conteúdo para pagar espaço em branco, isso não significa que você tem que usar fontes grandes para ser legível, e isso não significa que você deve evitar estofo para uma melhor utilização o tamanho da tela limitada. Sites para celular requerem um planejamento de UI mais precisos do que os projetos de tela maior. Espaço em branco desempenha um grande papel no planejamento desta experiência do usuário eficaz.

Considere estas formas de utilizar espaço em branco para criar uma melhor experiência de usuário:

wpid-navegabem_puzzle.jpg

  •  Usar fontes menores, com mais espaço ao redor deles, e não fontes maiores squished juntos.
  •  Use a abundância de preenchimento ao redor todos os elementos de caixa para emoldurar os blocos de texto ou ícones.
  •  Use uma grade clara com bastante branco entre cada elemento para elementos claramente separados.
  •  Use a abundância de preenchimento ao redor toda a visão para envolver todos os elementos e manter elementos de flutuando em lugares inacessíveis / intocável.

4 Motivos para ter (hoje) um site responsivo

Se em 2012 esse já era requisito obrigatório para um site, imagine hoje. Então te mostrar mais alguns motivos para se ter um site responsivo hoje!

O BIG BANG DA INTERNET MÓVEL

Segundo dados do Ministério das Comunicações o uso da internet em dispositivos móveis no Brasil saltou 416% desde 2010. Mas acho que não precisamos só de números, para saber que muita gente está conectada pelos celulares, basta observar os amigos, os familiares ou os funcionários da empresa. Um site responsivo vai garantir que os usuários tenham a melhor experiência em qualquer dispositivo, seja iPhone, Windows ou Smartfones que rodam com o sistema operacional Android.

SUA MARCA VAI GANHAR ATENÇÃO E CREDIBILIDADE

Imagine que o seu cliente ou potencial cliente esteja acostumado a acessar seu site do desktop, mas um dia precisa buscar alguma informação sobre um produto ou serviço quando está na rua. Ao abrir o endereço no celular, ele vê um site completamente desconfigurado. A credibilidade da empresa vai por água abaixo.

Invertendo a situação, quando você oferece um site responsivo, preparado para ser aberto em qualquer dispositivo você vai gerar confiança no usuário para poder realizar qualquer tarefa, de onde quer que esteja conectado.

E claro , ao acessar um site responsivo, a interatividade dada por um dispositivo móvel permanecerá a mesma, ou por vezes poderá ser muito mais empolgante do que a de um site comum.

Design-Responsivo

UM SITE RESPONSIVO É MAIS RÁPIDO

Geralmente, sites que não são responsivos tendem a ser mais lentos. O ideal é que leve até 2 segundos para a página abrir totalmente em um Smartfone. Isso pode não acontecer caso o site da sua empresa tenha uma versão só para desktop e estiver sendo acessado pelo celular. Lembre-se que quanto mais lento o site, maior a probabilidade de o usuário desistir de ficar ali e procurar outro.

Então ter um site preparado para ser rápido em um celular vai tornar o site mais rápido ainda em um navegador desktop comum. Além de melhorar a navegação sites com versões responsivas trazem melhoras nos resultados de busca SEO.

SITE RESPONSIVO OTIMIZADO PARA SEO

Se tratando de otimização de buscas centenas de fatores devem ser considerados, ter um site responsivo é um deles. Os mecanismos de busca ao classificar os sites por ordem de importância preferem os que são responsivos, com um design mais leve, adaptável e com URL única, por exemplo.

Outra coisa que conta muitos pontos para ficar na frente das listas dos buscadores é a velocidade do site, como foi dito acima. Para quem comercializa qualquer tipo de negócio pela internet um site responsivo é no mínimo necessário.

Ter um site responsivo tem ligação direta com a imagem e com o crescimento da sua empresa. Não basta mais ter apenas uma versão para internet móvel, é preciso que tudo esteja integrado de forma simples. Você já adotou esse modelo de site ou está planejando fazê-lo em breve?

Entre em contato conosco (Corvos Webdesign), e teremos a certeza de que podemos auxiliá-lo na criação do seu web site. Acesse nosso website www.corvoswebdesign.com.br

Psicologia das Cores no Webdesign

Como o Fator das combinações certas das cores pode influenciar no sucesso de sua marca no mercado.

Com o fator da combinações certas das cores, você pode influenciar no sucesso de sua marca no mercado.

Cores tem um poder muito grande. Elas não apenas influenciam o que pessoas sentem, como também o que elas fazem. Usar a psicologia das cores ao criar um site pode ajudar a fortalecer a sua marca, motivar seus clientes a comprarem seus produtos ou até mesmo guiar seus visitantes através de páginas específicas ou promoções do seu site. Há pesquisas que dizem que uma pessoa precisa de 90 segundos ou menos para gostar ou não de um produto, e 90% desta decisão é baseada na cor utilizada. Além disto, a cor pode ajudar no reconhecimento da sua marca.

Você já reparou que as redes sociais mais populares (Facebook, Twitter, LinkedIn, e Tumblr) como marcas conhecidas (Dell, IBM, HP, e Intel) possuem logotipos azuis? Isto não se trata de uma coincidência, mas ao mesmo tempo, também não significa que azul é a cor ideal para o seu site. E mesmo se azul for a cor perfeita para seu site, não se esqueça de pensar a respeito das outras cores que podem ser utilizadas e aonde.

Sabendo como cores podem influenciar pessoas, você irá descobrir se as cores estão favorecendo ou prejudicando o seu site. Vamos dar uma olhada em algumas cores básicas:

O Vermelho pode de fato aumentar o batimento cardíaco de uma pessoa ou até mesmo fazê-la respirar com mais intensidade. Vermelho é associado com prazer, excitação, amor, energia e movimento. Também existem associações negativas com a cor vermelho como guerra, violência, fogo, raiva e perigo.

O Amarelo é a cor mais clara, geralmente associada à competência, felicidade, otimismo e juventude. Amarelo também pode passar uma impressão negativa como covardia, falsidade e baixo custo.

O Laranja é uma cor energética e vibrante, geralmente associada com felicidade, alegria, energia, calor, ambição, excitação e entusiasmo. Ela também pode ser usada para comunicar precaução.

O Verde tem um efeito de equilíbrio e harmonizante. A cor é associada com crescimento, saúde, natureza, bem estar, dinheiro, calma, masculinidade, generosidade, fertilidade, inveja, sorte, paz, harmonia, suporte e energia.

O Azul sempre é associado com masculinidade, competência, qualidade, calma, sabedoria, fidelidade, força, produtividade, confiança e segurança. Tons claros de azul tem um efeito refrescante e energizante.

O Roxo é associado à realeza. A cor pode ser usada para comunicar criatividade, imaginação, autoridade, sofisticação, poder, riqueza, prosperidade, mistério, sabedoria e respeito.

O Marrom é uma cor quente e natural, associada com a terra, robustez, confiabilidade, estabilidade, amizade e natureza.

O Preto é uma cor forte, muitas vezes associada a sofisticação, elegância, autoridade, poder, estabilidade, força, formalidade, e inteligência. Ela também pode simbolizar a morte, mistério, o mal e a rebelião.

O Branco está associado a pureza, limpeza, virtude, felicidade, sinceridade e segurança.

O Cinza está associada a formalidade, o profissionalismo, sofisticação, praticidade, atemporalidade e personalidade forte.

O Rosa, embora seja um tom de vermelho, existem algumas associações muito específicas, além daquelas ao tom vermelho. Rosa representa a sofisticação, a sinceridade, romance e amor. A cor não tem as conotações violentas, furiosas de vermelho, e pode ter um efeito calmante e suave.

Enfim, estas foram algumas dicas sobre o uso das cores e o efeito que elas tem sobre os seus visitantes. Estas podem ser consideradas quando você quiser fazer um website com a Corvos Webdesign.

Mídia Mix Interativa

image

Com o acesso fácil e remoto da internet, muitas pessoas estão optando por ter uma vida melhor através de seu próprio negócio.

Mas para que este negócio inicial tenha forma e concistência no mercado, é preciso abrir meios de comunicação para que o cliente consiga interagir com você e sua empresa.

É a partir deste ponto que muitos iniciantes começam a errando pois, devido há algumas “cases” de sucesso e que foram destaques nas mídias televisivas, são tomadas como base para sua caminhada nas redes sociais e conforme for o seu perfil publicado erroneamente, dificilmente seus clientes irão sentir a firmeza e a serenidade e muito menos ver seus diferenciais.

A Corvos Webdesign vendo este um dos fatores para muitas micro empresa não terem ótimas experiências, é que criou este serviço de Mídia Mix Interativa, onde irá inserir, implantar e execultar novas soluções e ferramentas webs voltada para o Marketing na Web, focando a essência e diferenciais da sua empresa e expor da melhor maneira possível no mercado.

Por isso, fale com quem realmente entenda do negócio e invista certo, contrate profissionais da Corvos Webdesign.

Saiba mais em www.corvoswebdesign.com.br

Posted from WordPress for Android

A Corvos Webdesign e suas opções

Quando um cliente tem a certeza de que a melhor opçã de investir em seus negócios é começando pela web, a Corvos Webdesign procura analisar através do Briefing as reais necessidades de cada cliente e assim podendo aplicar tais soluções sem interferir nos seus outros investimentos.

image

A Corvos Webdesign oferece desde websites simples à planos completos onde pode consistir desde otimização SEO à criação de mídias sociais com ênfase a orientação de manuseio e opções de divulgação através de links interligados e técnicas avançadas webs.

Quer saber mais sobre a gente? Acesse agora nosso site em http://www.corvoswebdesign.com..br e veja um novo horizonte de possibilidades. #CWPA15 #AjudandoCliente

Posted from WordPress for Android

Nova tag HTML acelerará a navegação na web em dispositivos móveis

html

Ao navegarmos pela internet nos deparamos com diversos conteúdos como vídeos, imagens, scripts, entre outros elementos que tornam a internet mais dinâmica. Por trás de tudo isso há uma estrutura bastante complexa que pode acabar consumindo bastante banda principalmente em dispositivos móveis. Contudo, em breve as imagens que vemos sofrerão alterações com o objetivo de tornar a internet mais rápida, principalmente em smartphones.

Normalmente quando um site demora para carregar, há três possíveis culpados: a operadora de banda larga, a estrutura que você montou para receber a internet ou as imagens que demoram para carregar nos sites. As fotos são responsáveis por mais da metade do tráfego de dados que seu celular utiliza ao navegar na internet. Portanto, o tamanho dessa imagem e sua resolução são fatores importantes para se navegar bem pela web.

Em um aparelho celular não há necessidade de um site exibir uma imagem de alta resolução para o usuário, mas mesmo assim o navegador irá exibi-la a menos que você ative alguma ferramenta disponível para economizar dados. De acordo com o site, Ars Techina, os sites estão cada vez mais adotando o design responsivo, que se adapta a qualquer tamanho de tela, em vez de adotar uma url diferente, como m.site.com. por exemplo.

Este tipo de site, o responsivo, é interessante por se adaptar em diferentes telas, seja em computadores, smartphones ou tablets. No entanto, ele não resolve o problema da transferência desnecessária de uma imagem grande que atrapalha o carregamento de uma página. Mas isso pode mudar.

Mat Marquis e alguns desenvolvedores da Opera e Google criaram uma solução bastante interessante, um novo elemento HTML chamado “Picture”. Ele oferecerá diferentes tamanhos para uma única imagem dependendo do tamanho e resolução da tela em que o site será aberto.

Um desenvolvedor da Opera, Yoav Weiss, sugere um exemplo:

Exemplo HTML

Como pode analisar acima, a secção “scrset” lista diferentes arquivos com a mesma imagem, porém em diversos tamanhos. Já a secção “sizes” serve para analisar a resolução e tamanho da tela. Desta forma, um notebook carregaria a versão com 1.600 pixels de largura, enquanto um smartphone exibiria a versão menor de 200 pixels. Se o navegador não entender este novo elemento, ele carregará a imagem como fazia anteriormente, no padrão atual.

Este é um passo importante para agilizar o acesso à internet em aparelhos que não contam com um plano de dados rápido e com pouca franquia.

Recentemente, a Mozilla divulgou um projeto para comprimir e, consequentemente, diminuir o tamanho de imagens JPEG. O Facebook já estaria testando a tecnologia, no entanto ela parece não ser utilizada em ampla escala, pelo menos até agora.

Já esta nova tecnologia presente no código HTML de uma página na web já tem dois dos principais navegadores do mercado mundial, Google Chrome e Mozilla Firefox, como apoiadores. Ambas as empresas se comprometeram em utilizar este novo recurso em seus browsers até o fim deste ano. Com isso a internet está prestes a se tonar consideravelmente mais rápida.

Fonte da Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/internet/Nova-tag-HTML-acelerara-a-navegacao-na-web-em-dispositivos-moveis/#ixzz3TXg66s7Y

Semeando Novos Horizontes

image

Muito Profissionais em diversas áreas procuram aplicar aquelas táticas ultrapassadas e “marketeira” absorvidas em cursos e até mesmo em Faculdades, mas que o verdadeiro profissional só vai entender que as verdadeiras estratégias para conquistar cliente é sem dúvida inversa das que foram aprendidas.

No caso de um Webdesigner, devido a muitos falsos profissionais, de má qualificação, de vícios que vão contra a ética e que apenas visam o dinheiro, os verdadeiros profissionais em Webdesign, tem que procurar e aprimorar o jeito de mostrar a cada cliente as suas reais e sinceros objetivo para com aquele cliente e assim tentar plantar uma sementinha e dali por diante através de uma boa relação desenvolver um trabalho justo, honesto e que vá honrar tudo aquilo que foi passando ao longo desta relação comercial.

Portanto, quando tiver que entrar no mundo web, peça ajuda e orientações de especialistas e profissionais na área web, como nos da Corvos Webdesign e tenha a certeza e a tranquilidade de que sua empresa terá uma verdadeira identidade virtual à altura.

Posted from WordPress for Android